INVESTIGAÇÃO

Polícia prende dois traficantes após Operação Xeque-Mate

Agentes chegaram aos indiciados depois de abordagem a um homem de 31 anos que trocou geladeira por entorpecentes

  • 07/12/2019 11:15
  • ANDRÉ ESTEVES - Da Redação

A Polícia Civil, por meio da Dise (Divisão de Investigações sobre Entorpecentes), prendeu, na tarde de ontem, em Presidente Prudente, dois traficantes de drogas, de 19 e 25 anos, após a Operação Xeque-Mate, deflagrada na manhã do mesmo dia com o objetivo de desmantelar a venda de entorpecentes a jovens de alta renda.

De acordo com a corporação, uma equipe recebeu denúncia anônima que apontava “grande movimentação típica de tráfico de drogas” no bairro Ana Jacinta. Com base nas informações repassadas, os policiais realizaram diligências no endereço relatado, onde encontraram um homem de 31 anos, que revelou a posse de 18 pedras de crack, totalizando 2,3 gramas.

O investigado afirmou que, durante negociação com dois homens, teria trocado uma geladeira por 40 pedras da droga, no entanto, já consumira a maior parte com outros usuários. Na sequência, a equipe identificou, por meio do banco de dados, um dos indivíduos que teria feito a troca do entorpecente pela geladeira. O homem, que já tinha passagens por tráfico de drogas, teve a foto reconhecida pelo comprador da substância.

Os policiais optaram pela abordagem na casa do indivíduo, com o intuito de verificar se a geladeira encontrava-se de fato no imóvel. No momento em que chegaram ao endereço, ouviram dois tiros de arma de fogo. Imediatamente, os agentes efetuaram disparos de advertência e contenção e se abrigaram taticamente, dando ordem de parada e saída do interior da casa. Na oportunidade, dois homens foram detidos e identificados, sendo ambos procurados pela Justiça.

Os agentes realizaram uma varredura no imóvel e localizaram, na garagem, uma geladeira com características semelhantes àquelas indicadas pelo usuário, que a reconheceu como o equipamento negociado. Durante as buscas, vizinhos que não quiseram se identificar se aproximaram de um dos policiais e enfatizaram que, de fato, o local era um ponto de venda de drogas, além de indicar que os entorpecentes ficavam escondidos em uma mata defronte à residência.

Diante das evidências localizadas na mata, os agentes presumiram que os disparos iniciais foram efetuados ali para indicar a chegada da polícia e o autor fugiu pelo local. Com o apoio de um cão-farejador, encontraram entorpecentes, totalizando 90 gramas de maconha, 26 gramas de crack e 44 gramas de cocaína, e apetrechos utilizados para o fracionamento e embalo da droga.

Os indiciados de 19 e 25 anos foram presos em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico, sendo conduzidos à delegacia especializada. Já o homem de 31 anos foi ouvido e liberado.