Polícia multa criador de pássaros em R$ 4 mil

Identificações das aves estavam em desacordo com a relação apresentada em documento; fato foi em área rural de Monte Castelo

ROBERTO KAWASAKI - Da Redação • 06/06/2018 18:56:26

Pássaros não apresentaram identificação correta, conforme o documento apresentado. Foto: Polícia Militar Ambiental

A Polícia Militar Ambiental multou, ontem, um criador de pássaros em R$ 4 mil após ele apresentar documento com a relação de pássaros desatualizada. Durante operação realizada no Bairro Gleba Seca, zona rural de Monte Castelo, os militares observaram que anilhas – argolas que identificam aves individualmente – estavam em desacordo com o documento. A Polícia Civil deve ser comunicada via ofício sobre o caso.

Enquanto realizava fiscalizações da Operação Semana do Meio Ambiente, uma equipe da Polícia Militar Ambiental se deslocou até um criadouro, na zona rural de Monte Castelo, a fim de constatar eventuais irregularidades na criação dos pássaros. Em conversa com o proprietário, os militares solicitaram uma relação das aves do local, e foi constatada que a mesma estava desatualizada.

Durante a vistoria, os policiais verificaram que o criador possuía três pássaros-preto, sendo que um não apresentava anilha e outros dois apresentaram anilhas diferentes das cadastradas. Ainda na fiscalização, um pássaro trinca-ferro também estava sem anilha e outro apresentou informação contrária à cadastrada. No entanto, cinco sabiás-laranjeira, um bicudo-verdadeiro e dois curiós estavam com identificação de acordo com o documento.

Diante dos fatos, foi gerado um auto de infração ambiental ao criador, no valor de R$ 4 mil, por ter mantido em cativeiro espécimes da fauna silvestre. De acordo com a Polícia Ambiental, as aves foram apreendidas e devem passar por laudo veterinário e retirada das anilhas, quando serão avaliadas para soltura. A ocorrência será comunicada via ofício à Delegacia de Polícia Civil de Monte Castelo.

 

 

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste