Janeiro a setembro

Polícia Militar registra 3.135 acidentes de trânsito no perímetro urbano

Comparativo com o ano anterior demonstra queda de 1,56% nas ocorrências, quando houve 3.135 casos catalogados na cidade

ROBERTO KAWASAKI - Da Redação • 06/12/2018 08:07:00

Foto: Arquivo - Especialista orienta cuidado redobrado com aumento do fluxo de veículos dentro da cidade

A quantidade de acidentes de trânsito registrados no perímetro urbano de Presidente Prudente, entre janeiro e setembro deste ano, registrou queda de 1,56%, quando comparada ao ano anterior. Nos nove primeiros meses de 2018, a Polícia Militar catalogou 3.086 ocorrências deste tipo, número menor que o registrado no período em 2017, que foi de 3.135. Os valores compreendem acidentes de trânsito com e sem vítimas, e atropelamentos. Apesar da diferença não muito significativa, o policiamento agrega a diminuição à “intensa fiscalização” do órgão e da Semav (Secretaria Municipal de Assuntos Viários e Cooperação em Segurança Pública).

Além das fiscalizações diárias de trânsito, o policiamento acrescenta que o trabalho desenvolvido para conscientizar os condutores de veículos também é um fator determinante. Entre as contribuições, destaca campanhas educativas e palestras que têm sido solicitadas por variados setores da sociedade. “A questão do aumento ou estabilização do número de acidentes de trânsito depende muito mais da conscientização dos condutores de veículos e pedestres, pois todos fazem parte do trânsito”, pontua a corporação.

Semanalmente, a reportagem noticia diversas ocorrências de acidentes de trânsito ocorridos no perímetro urbano de Prudente, desde colisões traseiras, a quedas de motocicletas e batidas em postes. De acordo com o policiamento militar, as causas mais comuns das ocorrências na cidade são provenientes da “inobservância das regras de trânsito por parte dos condutores”, com ênfase na desobediência das sinalizações.

Os dias da semana em que a fiscalização atende com mais frequência aos acidentes nas vias são sábado e domingo. Conforme a corporação, mais da metade dos números envolve motocicletas e/ou condutores alcoolizados. “Nosso objetivo é trabalhar para a redução de tais indicadores, mesmo com o significativo aumento da frota de veículos na cidade”, pontua a Polícia Militar.  

Cuidado redobrado

Neste mês será comum observar uma maior movimentação de veículos nas vias da cidade, uma vez que muitas pessoas aproveitarão para passar as férias e comemorações natalinas com os familiares na região. Com isso, os riscos de acidentes no trânsito também aumentam, e a atenção de motoristas e pedestres deve ser redobrada. O especialista em trânsito, Gustavo Araújo, afirma que a conscientização ainda é um problema. “O motorista não se atenta porque acha que o inesperado nunca ocorrerá com ele. Mas, a partir do momento em que ele presenciar o fato com alguém próximo, irá mudar os hábitos errados na condução”, pontua.

Segundo o especialista em trânsito, a única maneira de reduzir a taxa de acidentes é que o próprio condutor se atente a cuidados básicos como respeitar os limites de velocidade, observar a presença de pedestres nas ruas – principalmente crianças correndo, deixar a manutenção veicular em dia, procurar abrigo em locais seguros em dias chuvosos, bem como estar em condições físicas e psicológicas para dirigir. “Essas dicas são válidas tanto para quem dirige dentro da cidade, quanto para quem vai viajar pelas rodovias”, salienta.

Acidentes de trânsito registrados pela PM entre janeiro e setembro de 2017 e 2018

Ocorrência

2017

2018

Evolução

Acidentes de trânsito com vítimas

860

859

-0,12

Acidentes de trânsito sem vítimas

2.208

2.159

-2,22

Atropelamentos

67

68

1,49

Total

3.135

3.086

-1,56

Fonte: Polícia Militar

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste