Polícia Militar prende 2 homens por tráfico de drogas na região

Após receber denúncias sobre possíveis comerciantes, corporação fez abordagens e apreendeu além de entorpecentes, outros materiais

ANDRÉ ESTEVES - Da Redação • 12/07/2018 15:59:00

A Polícia Militar prendeu, no final da tarde de ontem, dois homens por tráfico de drogas na região, sendo um em Presidente Prudente e outro em Osvaldo Cruz.

Em Prudente, uma equipe recebeu informações de que um indivíduo estaria comercializando entorpecentes em um endereço da Vila Geni. Sendo assim, foi até o local e abordou o acusado. Ao revistarem as proximidades, os policiais localizaram, em um jardim na parte externa de uma residência, uma embalagem plástica com crack, ainda não fracionado nem embalado. Questionado, o suspeito informou que deixou a prisão em janeiro deste ano e, embora já tivesse cumprido pena por tráfico de drogas, voltou a comercializar entorpecentes, tendo adquirido R$ 1 mil em drogas junto a um desconhecido.

Afirmou ainda que fracionava a substância e vendia cada pedra por R$ 10, confessando que, na cerca de sua casa, havia mais do material. Ali, os agentes encontraram mais 31 porções fracionadas e embaladas uniformemente para venda. Já no interior da residência, localizaram duas porções de maconha, uma faca com resquícios de crack, saquinhos de geladinho para embalar a droga e R$ 211 provenientes da prática ilegal. O acusado recebeu voz de prisão e foi conduzido à Delegacia Participativa de Prudente.

Já em Osvaldo Cruz, por volta das 18h20, outra equipe avistou um veículo, modelo GM/Montana, cujo condutor, de 53 anos, era alvo de denúncias de tráficos de entorpecentes. Os policiais deram sinal de parada e fizeram a revista no motorista, além de uma busca no veículo, sendo que nada de ilícito foi encontrado. Indagado sobre a acusação de ser um comerciante de drogas, o homem negou a princípio, porém, demonstrou “nervosismo e voz alterada”.

Em vistoria na casa onde reside, foram apreendidos uma espingarda calibre 36, seis cartuchos, pólvora, espoletas, esferas e buchas para recarga. Já nas imediações da residência, os agentes identificaram, próximo a uma planta nativa, dois tijolos de maconha envoltos em uma fita de cor marrom. Ao lado, havia uma faca de cozinha com aproximadamente 12 centímetros de lâmina. Questionado, o acusado se reservou o direito de permanecer calado. Com o apoio de um cão farejador, a corporação também realizou uma varredura que apontou diferentes locais onde a droga possivelmente possa ter sido armazenada ou manuseada, conforme informações do adestrador do animal.

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste