Polícia Civil: Representantes de órgãos municipais participaram do encontro

Foto: Polícia Civil: Representantes de órgãos municipais participaram do encontro

ORIENTAÇÕES

Polícia Civil participa de encontro no Caps-Ad, em Dracena

Foi debatida a prevenção ao uso nocivo de drogas aos participantes; segundo a polícia, o tema é considerado um dos principais problemas de saúde pública do mundo

  • 31/05/2019 18:20
  • ROBERTO KAWASAKI - Da Redação

Na quinta-feira, a Delegacia de Polícia Civil de Dracena participou do encontro para debater a prevenção ao uso nocivo de drogas no Caps-Ad (Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas) do município. O bate-papo contou com a participação do grupo de acompanhamento psicossocial a adolescentes, que pôde tirar dúvidas com a polícia sobre o perigo do consumo precoce de entorpecentes pelos jovens, o que leva à degradação do vínculo familiar.

Reginaldo Rosa, policial civil, foi quem ministrou o assunto a convite de Iraci Pereira Lobo Parizotto, diretora do Caps-Ad. Junto com o representante, também estiveram membros dos conselhos tutelares de Dracena, Santa Mercedes, Flora Rica, Irapuru e alunos da Escola Nove de Julho, além de membros da Coordenadoria de Assistência Social e Cras (Centro de Referência de Assistência Social), de Paulicéia.

De acordo com a Polícia Civil, o assunto de prevenção ao uso nocivo de drogas precisa ser levado ao conhecimento da comunidade, uma vez que é considerado um dos principais problemas de saúde pública do mundo. “Quando a dependência química é instalada, as atividades de lazer, eventos sociais e o trabalho são substituídos pelo prazer artificial das drogas”, salienta e polícia.  

Trabalho preventivo

Conforme a Polícia Civil, o grupo de acompanhamento a adolescentes foi desenvolvido com o objetivo de atender jovens em situação de risco e vulnerabilidades relacionadas ao uso de substâncias psicoativas e suas consequências psicossociais. Desta forma, o objetivo das parcerias com os órgãos municipais busca a proteção integral à pessoa em condição peculiar de desenvolvimento, a promoção, a prevenção e a reabilitação à dependência química.