Polícia Militar Ambiental - Redes apreendidas não possuíam plaquetas de identificação

Foto: Polícia Militar Ambiental - Redes apreendidas não possuíam plaquetas de identificação

IRREGULAR

Polícia Ambiental recolhe redes utilizadas em pesca predatória

Em ocorrências registradas em Presidente Epitácio e Rosana, militares apreenderam 1.100 metros dos materiais

  • 23/03/2020 13:51
  • ROBERTO KAWASAKI - Da Redação

A Polícia Militar Ambiental apreendeu aproximadamente 1.100 m (metros) de redes armadas irregularmente, que eram utilizadas por pescadores para pesca predatória. As ocorrências foram registradas em Presidente Epitácio e Rosana, durante fiscalizações ocorridas no domingo.

Em atendimento à denúncia de pesca predatória com redes de emalhar, a equipe da base operacional de Epitácio se deslocou ao lago da Usina Hidrelétrica Engenheiro Sérgio Motta. No local, os militares encontraram um lance de redes com 400 metros de comprimento e malhas 180 mm (milímetros).

Mais adiante, em outro ponto, foi recolhido um lance de redes com 300 metros lineares e malhas 80 milímetros, ambas sem plaquetas de identificação.

O material ficou apreendido na base operacional à disposição para prova de propriedade.

Já em Rosana, durante policiamento náutico pela mesma usina, a equipe recolheu 400 metros lineares de redes de emalhar com malhas 140 milímetros por 2 metros de altura. Conforme a equipe, as redes estavam irregulares, ou seja, sem plaquetas de identificação.

Após o recolhimento, o material foi levado ao depósito da base operacional de Rosana, aguardando destinação legal.