Arquivo - Moisés: pagar uma dívida o ano todo não é bom negócio

Foto: Arquivo - Moisés: pagar uma dívida o ano todo não é bom negócio

Em família

Planejamento garante férias mais saudáveis

  • 06/01/2019 07:55
  • PÂMELA BUGATTI - Especial para O Imparcial

Com a chegada das férias, as pessoas buscam por menos preocupações a fim de relaxar e comemorar momentos com a família e parentes distantes. Por isso é importante ficar atento a formas de evitar problemas em longo prazo. As preocupações da advogada Tatiana Dalarte já começam três meses antes das férias, por optar por uma rotina planejada para não ter dor de cabeça e passar o período em clima de alegria por estar com suas filhas.

Tatiana explica que organiza todos os detalhes com o seu marido a fim de atender as necessidades das crianças e dos adultos. Sua prioridade é a estrutura do local e toda escolha é feita em família. A advogada prefere pagar a viagem antes para ver se tudo está dentro do orçamento e nada é feito sem pensar nos prós e contras. Passeios como cinema, sorvetes e piqueniques também entram na lista para que as crianças curtam bastante o período.

O economista Moisés Silva Martins explica que é preciso pensar no início do ano, pois ele inicia com as despesas extras. “Acredito que não se pode gastar mais do que 20% do salário mensal, para não comprometer o orçamento com prestações, mas caso isso ocorra, as pessoas devem optar por prestações menores, com o objetivo de não criar dívidas rotativas”, orienta. A confraternização de forma coletiva, com a divisão das despesas, é uma opção interessante, conforme o especialista.

Para as pessoas que preferem viajar, Moisés lembra que as viagens devem ser programadas com pelo menos três meses de antecedência. “Se for financiar em dez parcelas, é preciso lembrar que pagar uma dívida o ano todo não é um bom negócio. O certo seria quitar pelo menos 50% da programação à vista”, pontua. Ele afirma que o mais importante é não ultrapassar o limite do cartão de crédito para não iniciar 2019 “no vermelho”.

A coordenadora educacional Ana Luísa de Freitas Iegas conta que prioriza estar sempre com a família e que o planejamento permite mais segurança no desfrutar destes momentos. Ela relata que no momento das férias é importante fazer um cronograma com as crianças, incluindo piscina, piquenique, andar de bicicleta, ir ao parque e pescar. No entanto, ressalta que a maioria das pessoas busca atualmente programações que sejam práticas e que deem menos trabalho.

DICAS PARA CURTIR AS FÉRIAS

- Levar em consideração que em início de ano surgem despesas extras;

- Se for juntar com outras pessoas, é necessário dividir as despesas;

- Não ultrapassar o orçamento fazendo prestações;

- Caso fizer prestações, elas devem ser no máximo de três parcelas;

- Se for viajar, deve haver uma reserva financeira para arcar com pelo menos 50% do valor total da viagem.

Fonte: economista Moisés Silva Martins