Arquivo pessoal/Cedida - Ana Paula explica que tem um gasto a mais no final do ano, mas que é programado

Foto: Arquivo pessoal/Cedida - Ana Paula explica que tem um gasto a mais no final do ano, mas que é programado

Dentro do orçamento

Planejamento é “chave” para receber bem as visitas

Famílias esperam com alegria a chegada de parentes que moram em outras cidades para passar as férias, mas é preciso controlar gastos

  • 08/01/2019 09:38
  • PÂMELA BUGATTI - Especial para O Imparcial

Janeiro é um mês de férias para as crianças e um momento de lazer para os pais que fazem a opção de viajar e passear na casa de parentes. É o momento certo para receber amigos e familiares que, muitas vezes, vêm de longe para matar a saudade. Para o bom anfitrião, o conforto dos convidados é essencial. Por isso, preparar o ambiente em que as pessoas serão acolhidas é fundamental, tanto para quem recebe quanto para quem é recebido.

As visitas devem se sentir acolhidas e alegres no lugar em que escolhem para compartilhar momentos felizes. No entanto, o economista Eder Canziani explica que é preciso tomar cuidado com os gastos que não estavam nos planos. Ele afirma que as pessoas não podem fugir da realidade, pois, muitas vezes, elas gostam de “manter a aparência”, mesmo quando estão comprometidas financeiramente. “As visitas não vêm para nos deixar incomodados e apertar nosso orçamento, e sim para compartilhar momentos de alegria, por isso, devem contribuir para que não se tornem um peso para quem as recebe”.

O economista lembra que o anfitrião deve ter na “ponta do lápis” quem virá e por quantos dias a pessoa permanecerá em sua casa, para organizar os gastos – e os exageros não devem entrar na lista. “Muitos compram alimentos em excesso, o que gera perda do alimento, de dinheiro e a falta de controle”, explica Eder.

A dona de casa Ana Paula da Cunha Carminatti, 53 anos, fala que neste ano está muito animada e aguarda ansiosa pela chegada da família a fim de se divertir e matar a saudade de alguns parentes que moram longe e que ela não vê com a frequência que gostaria. Ana Paula, que organiza com muito carinho as toalhas das mesas, flores e o ambiente, planeja tudo 15 dias antes da chegada dos familiares. Ela conta que receberá 27 pessoas.

A microempresária Alliny Mellyna Souza Costa, 28 anos, explica que também prefere se preparar para não ficar nada para a última hora. Todos os alimentos são comprados com antecedência sempre em maiores quantidades para que não falte no momento de preparar os pratos. Ela conta que todas as tarefas são divididas para que não sobrecarregue ninguém. Alliny fala que o importante é deixar a casa aconchegante com decorações leves, a fim de fazer com que as pessoas se sintam à vontade. Além disso, toda estrutura é pensando na família. “Alugamos mesas e cadeiras, com o objetivo de não deixar ninguém desconfortável”, comenta.

DICAS PARA RECEBER AS VISITAS

* Organize o quarto para a visita;

* Deixe espaço reservado para que o hóspede possa se acomodar com as malas;

* Disponibilize chaves reservas;

* Oriente sobre a rotina da casa;

* Prepare lanches rápidos.