Parceiros articulam Dia D para combate a vetor

Prudente

| ANDRÉ ESTEVES - Da Redação

Diante dos 11 casos de dengue confirmados de janeiro a abril deste ano em Presidente Prudente, a defesa civil da cidade não diminuiu o seu senso de urgência no combate ao Aedes aegypti, vetor da doença. Justamente com o objetivo de definir estratégias para evitar a proliferação do mosquito, setores da sociedade civil se reuniram, na manhã de ontem, na Prudenprev (Sistema de Previdência dos Servidores Públicos Municipais de Presidente Prudente), para tratar sobre a realização do Dia D, que ficou agendado para 18 de maio.

Na ocasião, o propósito é mobilizar a comunidade para a limpeza de prédios públicos e residências, a fim de eliminar possíveis focos para a multiplicação do inseto. A Prudenco (Companhia Prudentina de Desenvolvimento), a Sosp (Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos) e Semea (Secretaria Municipal de Meio Ambiente) disponibilizarão caminhões para o recolhimento do lixo embalado, que deve estar disposto em ruas e avenidas de Prudente. De acordo com o chefe de gabinete da Prefeitura, Marcos Tadeu Cavalcante Pereira, a escolha da data é justificada pelo clima, considerando que esta é a época do ano em que ocorre a queda natural do número de casos de dengue e outras doenças transmitidas pelo vetor.

Este Dia D antecede ainda uma campanha executada pela Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo em julho e serve como um “esquenta” para uma mobilização maior que deve ser realizada pelos parceiros em setembro, quando começa o período de chuvas no município e, consequentemente, tende a aumentar a ocorrência de casos de dengue. Com a ação no dia 18 de maio, o intuito da organização é adiantar os trabalhos até o mês de setembro.

O promotor de Justiça Mário Coimbra destaca a importância do movimento no sentido de fomentar a consciência sanitária da população, considerando que o país perdeu 50 anos sem se preocupar com a gravidade da dengue que, segundo ele, não pode ser comparada a uma gripe comum. Isso porque a doença é fatal e deixa sequelas em órgãos vitais. “Cada um de nós tem o dever de não acumular lixo e água nos nossos quintais. Estamos promovendo essas discussões para que voluntários possam ir aos diferentes setores da sociedade visando combater o vetor”, defende Mário, que destaca a participação de escolas, sindicatos, igrejas, associações de bairros, entre outros segmentos.

Para o promotor, a cidade avançou em termos de políticas públicas para o controle de endemias, no entanto, há muito o que ser feito para garantir que não ocorra a desmobilização, bem como o repasse da responsabilidade para um único setor. “Precisamos desmistificar a ideia de que o combate ao Aedes é responsabilidade da Secretaria Municipal da Saúde”, completa. Apesar de Prudente não apresentar casos, ele ressalta ainda que o índice larvário da cidade é alto, o que significa a possibilidade de uma epidemia de casos a qualquer momento. “Esse alerta vermelho pode ser minimizado se adotarmos esta consciência sanitária e nos preocuparmos, além do mosquito, com outras pragas também nocivas, como ratos e baratas”, considera.

 

SERVIÇO

O Dia D, também chamado Dia da Faxina, ocorre no sábado, 18 de maio. Na oportunidade, toda a comunidade pode participar dispondo o lixo recolhido em residências e áreas públicas em suas calçadas. A Prefeitura disporá de caminhões para o recolhimento do lixo armazenado.

Comente com o editor

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste