Paratletas de PP são contemplados com Bolsa Pódio

Rogério Júnior e Jerusa Geber dos Santos estão entre os 143 atletas beneficiados com a verba

JULHIA MARQUETI - Especial para O Imparcial • 14/09/2018 05:00:00

Na tarde de quarta-feira, no Diário Oficial da União, o Ministério do Esporte divulgou a nova lista de atletas contemplados pela Bolsa Pódio. Desta vez, trata-se daqueles que praticam modalidades paralímpicas. Ao todo, 143 atletas serão beneficiados, entre as modalidades de atletismo, badminton, bocha, canoagem, ciclismo, halterofilismo, hipismo, judô, natação, remo, snowboard cross, ski cross country, taekwondo, tênis de mesa, tênis em cadeira de rodas, tiro com arco, tiro esportivo e triatlo. Com a soma de todos os auxílios, o investimento anual chega a R$ 19, 9 milhões, sendo este valor fundamental para o caminho rumo aos Jogos Olímpicos de 2020, em Tóquio.

De Presidente Prudente, dois atletas estão presentes na lista, sendo Jerusa Geber dos Santos, presente no paratletismo, e Rogério Júnior Xavier de Oliveira, pelo parabadminton. Além dos patrocínios pessoais, os atletas receberão, respectivamente, R$ 15 mil e R$ 8 mil por meio da bolsa. Além deles, Gustavo Henrique Araújo, que deixou de representar Prudente nos últimos meses, também receberá um auxílio de R$ 11 mil. Tanto Jerusa Geber quanto Gustavo Henrique foram procurados pela reportagem para repercutir sobre a importância do benefício na preparação para as Olimpíadas de Tóquio, mas ambos não quiseram se pronunciar.

Por Rogério Júnior, o orientador de esportes do Sesi (Serviço Social da Indústria), Clóvis França Bressanin, foi quem comentou sobre a relevância do auxílio conquistado pelo atleta. “Essa bolsa vem agregar para ele, já que estamos entrando em ciclo olímpico a partir de janeiro. Vale lembrar que as competições de janeiro a março de 2020 farão parte do ranking especifico para os Jogos Paralímpicos de 2020. Então, ele vai conseguir ter outros apoios próprios, para suas rotinas de atleta profissional, além do auxílio, para poder estar no maior número de competições possíveis para obter mais pontuações”, destaca.

Colocações

Como atleta do Sesi, Rogério Júnior conta com auxílio da instituição também. “Tem contrato como atleta bolsista, então recebe um apoio aos treinamentos, materiais, tudo o que necessita. Além disso, o Sesi fornece, sem nenhum custo, as técnicas especificas do badminton, o espaço, todos os materiais para treino, além de participação em torneio nacionais e internacionais”, explica Clóvis. O paratleta é o atual número um no ranking da modalidade no Brasil e também o primeiro da América no ranking mundial. Sua próxima competição será nos jogos Pan-Americanos, que ocorrem em novembro, em Lima, no Peru.

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste