Interesse Turístico

Panorama deve receber R$ 600 mil/ano com projeto

Após votação na terça, proposta segue para sanção e visa criar novos empregos, além de fomentar o turismo local e regional

GABRIEL BUOSI - Da Redação • 12/04/2018 09:32:10

Foto: Carnaval é uma das grandes atrações turísticas da cidade. recebendo foliões de vários lugares

A Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo), após votação na noite de terça-feira, aprovou o Projeto de Lei 926/2015 do presidente do CDR (Centro de Estudos para o Desenvolvimento Regional) e ex-deputado, Mauro Bragato, que institui Panorama como um MIT (Município de Interesse Turístico). De acordo com o autor, se sancionado, a cidade poderá receber anualmente uma quantia a partir de R$ 600 mil com o projeto, o que “fomentará” o turismo local e promoverá, dentre outros benefícios, aumento na geração de empregos locais e regionais. Em uma nota pública, o prefeito de Panorama, Giulio Pires (PPS), afirma que a maior alegria é ver “a justiça sendo feita” com o município, que tem “imenso” potencial turístico.

O projeto disponível no site da Alesp afirma que a cidade possui caraterísticas especiais para ganhar o selo MIT, sendo que os recursos naturais e paisagísticos do local já a transformaram em uma referência no turismo regional. “Panorama está localizada às margens do maior rio do Sudeste do país e possui caraterísticas excepcionais para o desenvolvimento. A efetivação desta medida gerará, com o apoio do Estado, um novo ciclo de prosperidade e desenvolvimento regional, respaldado nas potencialidades que o município naturalmente oferece e permitirá a intensificação do desenvolvimento da região da nova alta paulista”, expõe o documento.

Ontem, ao O Imparcial, Bragato comentou sobre a importância da votação do projeto, que segue agora para a sanção, e pode beneficiar o município ainda neste ano. “Do ponto de vista econômico, isso é sinônimo de geração de empregos e melhoria da renda da cidade em médio prazo. Na prática, a administração receberá o selo oficialmente do seu potencial turístico”, ressalta. Sobre o recurso de que deve ser a partir de R$ 600 mil, o ex-deputado informa que mesmo sendo “pouco perto das necessidades locais”, deverá demandar um trabalho em conjunto com os diversos setores do município. “Não sei se as eleições podem atrapalhar, mas pode ser que saia ainda neste ano”.

Por meio de uma nota pública, a Prefeitura de Panorama confirma a votação que ocorreu na noite de terça-feira e afirma que a notícia foi comemorada pelos dirigentes municipais, já que a medida proporciona o fortalecimento da economia e geração de emprego e renda às famílias locais. “A maior alegria é ver a justiça sendo feita com o nosso município, que tem imenso potencial turístico e, com os recursos que a cidade passará a receber por estar enquadrada nesta nova situação, poderá expandir muito mais, fomentando o turismo local e regional”, afirma o prefeito no documento.

 

OUTROS MUNICÍPIOS 

Além de Panorama, que poderá, se o projeto for sancionado, se tornar um Município de Interesse Turístico, outras quatro cidades da região, Martinópolis, Rancharia, Rosana e Santo Expedito, também ganharam o selo a partir de projetos do presidente do CDR, Mauro Bragato. Outros 18 projetos, que tramitam em vários estágios na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, seguem a mesma linha, sendo para municípios como: Iepê, Lucélia, Narandiba, Paulicéia, Presidente Prudente, Presidente Venceslau e Teodoro Sampaio.

 

A maior alegria é ver a justiça sendo feita com o nosso município, que tem imenso potencial turístico e, com os recursos que a cidade passará a receber, poderá expandir muito mais

Giulio Pires (PPS)

prefeito

 

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste