Operações localizam pontos de vendas de drogas

Região

| ROBERTO KAWASAKI - Da Redação

Em ações para combater o tráfico de entorpecentes na região, as polícias Militar e Civil de Junqueirópolis e Álvares Machado conseguiram localizar pontos de comércio de drogas, sendo que em um dos casos, houve detenção de um homem suspeito de tráfico e extorsão. Além desta apreensão, os agentes também recolheram pedras de crack e maconha, utilizados para venda.

Ontem, um homem de 23 anos foi preso pela Polícia Civil em Junqueirópolis, pelo crime de tráfico de drogas e extorsão. Conforme informações de denúncia à Polícia Militar, há algum tempo o homem vendia entorpecentes para uma vítima moradora de Mirandópolis (SP) que, em função da dívida pela compra dos ilícitos, foi coagida a entregar sua motocicleta ao traficante, uma Honda Bros, como forma de pagamento. Como apurado pelos policiais, caso não fosse entregue o recebido da motocicleta, ele mataria a vítima.

Diante da denúncia, a Polícia Civil conseguiu flagrar a extorsão e presenciou até mesmo o momento em que o acusado entregava drogas como forma de quitar o valor relativo à motocicleta, avaliada em R$ 11 mil. Com o apoio dos militares, os investigadores seguiram até à residência do mesmo, onde tentou fugir, mas acabou detido.

Na delegacia, o homem alegou que havia comprado a motocicleta por R$ 700 e que entregou a droga por exigência da vítima. Na ação, foram apreendidos três “torrões” de crack equivalentes a 20 papelotes, bem como a motocicleta e o recibo do veículo, ambos devolvidos à vítima. O acusado foi preso em flagrante e passou por audiência de custódia, onde permanece à disposição da Justiça.

Por volta das 15h30 de ontem, a Equipe de Canil da Polícia Militar de Álvares Machado foi acionada após receber informações de que um terreno baldio, localizado no Jardim Bela Vista, seria um espaço utilizado por indivíduos para esconder drogas.

Diante da denúncia, foi realizada uma busca com o cão farejador Baruck, que localizou em dois pontos, 22 pedras de crack embaladas para comercialização, que pesaram 38 g (gramas) e, em meio à vegetação alta, localizou um tablete de maconha prensado, que pesou 51 g. Conforme a corporação, o entorpecente foi apreendido na Delegacia de Polícia e, na ação, nenhum indivíduo foi preso.

 

 

 

Comente com o editor

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste