Polícia Civil - Operação foi deflagrada na manhã de hoje, em diferentes imóveis

Foto: Polícia Civil - Operação foi deflagrada na manhã de hoje, em diferentes imóveis

"VILLAM"

Operação prende 2 pessoas por tráfico em Emilianópolis

Investigação iniciou quando denúncias apontaram o livre comércio de drogas em um bar, a trabalhadores rurais da cidade

  • 01/03/2019 15:08
  • ROBERTO KAWASAKI - Da Redação

A Polícia Civil em Emilianópolis deflagrou hoje a Operação Villam, que visa o combate ao tráfico de drogas. Ao todo foram cumpridos oito mandados de busca e apreensão domiciliar em diferentes residências da cidade, o que resultou na prisão em flagrante de duas pessoas que, além de entorpecentes, possuíam quantias em dinheiro provenientes do comércio ilegal.

Segundo os investigadores, denúncias apontaram que na cidade ocorria o livre comércio de drogas em meio a trabalhadores rurais diaristas, onde havia uma residência que funcionava como bar, no entanto, era ponto de venda e uso de drogas. “A partir daí se iniciaram os trabalhos de investigação, culminando na indicação de algumas outras pessoas que poderiam estar envolvidas com o fornecimento, distribuição e comércio de drogas ilícitas”, pontua o órgão.

Hoje, em diligências pelos endereços apontados, chegaram à casa de um homem de 52 anos, que foi detido com 17 comprimidos de estimulantes sexuais, porções de maconha e R$ 2.482 em espécie. Enquanto cumpriam os mandados, abordaram um rapaz de 31 anos na via pública que, ao ser revistado, foi constatado que transportava um invólucro contendo “avantajada quantidade” de maconha, duas pedras de cocaína e R$ 157.

A suspeita de que ele seria traficante aumentou quando os policiais recolheram faca e tesoura com resquícios de droga que estavam com ele. Em continuidade ao flagrante, as equipes se deslocaram ao imóvel do acusado e localizaram pedaços de sacola plástica que, aparentemente, seriam utilizadas para embalar os entorpecentes.

Além dos indivíduos, uma mulher de 45 anos, abordada por outra equipe, foi conduzida ao plantão policial por porte de drogas. Ela alegou que as porções de maconha seriam para consumo próprio. Todos prestaram depoimentos na manhã de hoje, e permanecem à disposição da Justiça.

Futuro desdobramento

Durante o cumprimento dos mandados, a Polícia Civil recolheu 10 telefones celulares que serão periciados e analisados pelo Setor de Inteligência do órgão. A colheita dos elementos informativos, segundo a polícia, contribuirá para futuras investigações.