Polícia Civil - Nove pessoas foram presas e dois adolescentes apreendidos

Foto: Polícia Civil - Nove pessoas foram presas e dois adolescentes apreendidos

CIDADES DA REGIÃO

Operação desarticula e investiga célula criminosa destinada ao tráfico

Até a última atualização do policiamento, nove pessoas foram presas e dois adolescentes apreendidos; em cumprimento de um dos mandados, houve flagrante de comércio de drogas

  • 08/10/2019 10:45
  • THIAGO MORELLO - Da Redação

Na mira da Polícia Civil, uma célula criminosa a nível estadual, mas que age em cidades da região, virou alvo de investigação. Por meio da Operação Contritum, deflagrada na manhã de hoje, visa reunir provas para desarticular e combater o crime organizado, que dentre outros delitos, é destinado ao tráfico de drogas. Até a última atualização do Deinter-8 (Departamento de Polícia Judiciária de São Paulo Interior-Oito), nove pessoas foram presas e dois adolescentes apreendidos. Houve ainda um flagrante de comercialização de entorpecente, em cumprimento de um dos mandados.

Aliás, durante a operação serão cumpridos 19 mandados de busca e apreensão judicial, nove mandados de prisão temporária/preventiva (cautelares) e dois mandados de internação a menores infratores. As prisões e apreensões de pessoas já foram todas cumpridas ainda nessa manhã, conforme o policiamento. Narandiba, Pirapozinho, Presidente Prudente e Tarabai seriam os municípios no qual a célula atua na região.

E além de coibir a atuação da organização criminosa, a Polícia Civil lembra que a intenção é “impactar diretamente na diminuição dos chamados crimes satelitários, ou seja, crimes correlatos com o tráfico e disseminação de entorpecentes em nossa região, como os crimes de furtos, roubos, ameaças, homicídios, entre outros”.

A operação foi deflagra pela Polícia Civil de Prudente, por meio da Delegacia de Polícia do Município de Pirapozinho. O nome “Contritum” - de origem do latim -, conforme as autoridade, se deu em alusão à palavra “quebrada”, forma como é conhecido um dos investigados.

 

Investigação

Foi a partir de uma prisão em flagrante, em janeiro desse ano, que o setor de investigações de Pirapozinho pôde dar início aos nove meses de “uma intensa investigação”, como explica o policiamento. O objetivo foi mapear a célula do “crime organizado estadual”, com âmbito regional de atuação.

Nesse período, “ficou evidenciada a divisão de tarefas e estrutura hierarquizada dos criminosos para a difusão de entorpecentes em nível regional, identificando-se o líder da célula criminosa, o gerente, o cobrador, entre outras funções pré-estabelecidas pela organização criminosa”, completa.

Investiga-se os crimes de associação para o tráfico, financiamento do tráfico, organização criminosa, corrupção de menores e tráfico de drogas propriamente dito. Fora isso, ao longo do efetivo, foi observada, ainda “a correlação do grupo criminoso com roubo ocorrido no município de Tarabai, praticado por três indivíduos, além de possível ligação com uma tentativa de homicídio local”, finaliza.

 

SAIBA MAIS

Estão envolvidos na operação, 87 policias civis, 23 viaturas policiais das cinco seccionais de Policia da área do Deinter-8, além do apoio de um viatura do canil da Polícia Militar para procura de drogas nos locais alvos da operação