Polícia Civil: Houve apreensão de aparelhos celulares, dinheiro e relógio

Foto: Polícia Civil: Houve apreensão de aparelhos celulares, dinheiro e relógio

“ORGANON”

Operação contra o tráfico desarticula organização criminosa

Três pessoas foram detidas nesta manhã no Estado de São Paulo; entre elas está um morador de Presidente Epitácio que cedia a residência para armazenar droga vinda do Paraguai

  • 31/05/2019 16:26
  • ROBERTO KAWASAKI - Da Redação

A Polícia Civil deflagrou nesta manhã a operação denominada Organon, que visa desarticular uma organização criminosa atuante no tráfico de maconha. Três pessoas foram presas em duas cidades do Estado de São Paulo, sendo que uma delas é moradora de Presidente Epitácio e fornecia uma residência no município para armazenar e distribuir a droga a municípios da região de Presidente Prudente.

De acordo com a Polícia Civil, a “grande quantidade de droga” era adquirida na divisa entre o Brasil e o Paraguai, e armazenada em um imóvel localizado na área rural de Epitácio. Depois de sair do município, parte dela era colocada em veículos de pequeno porte e transportada a Tatuí (SP) e São Paulo (SP) para posterior comércio ilegal. Durante o transporte, o material era camuflado e seguia viagem por meio de batedores (veículos que sinalizam possíveis barreiras policiais).

Dois foragidos

Conforme o delegado Adalberto Gonini, titular da Dise (Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes) em Presidente Venceslau, foram expedidos cinco mandados de prisões preventivas e seis de buscas domiciliares. No decorrer das diligências, dois homens, 43 e 45 anos, foram presos em Tatuí nesta manhã. Outro, de 21 anos que é morador de Presidente Epitácio, foi detido em São Paulo. Dois homens, 19 e 27 anos, estão foragidos e a polícia suspeita que estejam no Paraguai.

Durante os trabalhos de foram apreendidos 10 aparelhos celulares, R$ 29 mil em diversas notas e um relógio avaliado em 6 mil reais. Participaram da operação um total de 32 policiais civis da área da Delegacia Seccional de Presidente Venceslau, com apoio de Tatuí e São Paulo, além do apoio da do canil da Polícia Militar e Força Tática no município de Tatuí.