Correção

Onda Viva alerta sobre mudança de frequência

Após alteração de AM para FM, rádio tem recebido reclamações de ouvintes sobre a não sintonização nos aparelhos

THIAGO MORELLO - Da Redação • 06/12/2018 09:50:00

Foto: Marcio Oliveira - Transição da rádio foi iniciada em maio deste ano

Desde o dia 1º de maio, a Rádio Onda Viva deixou de ser AM e passou a ser FM, operando assim na frequência 95,7 e não mais na 1300. E, desde lá, a emissora tem recebido reclamações de ouvintes, quanto a não sintonização nos aparelhos, que na verdade se trata das alterações ocorridas. Com isso, cabe ao público se atentar em relação à mudança.

Mas, apesar do cenário novo vir desde maio, o radialista Luciano Teixeira explica que a rádio enfrentou alguns problemas quanto à conexão via satélite, que, por sua vez, dificultou na transmissão em Presidente Prudente. “No começo estava em fase experimental, mas há cerca de 10 dias o problema foi solucionado e está normal. No entanto, o maior problema ainda ocorre pela falta de informação da mudança de frequência”, completa.

À reportagem, Luciano salienta que a transição ocorreu conforme foi necessário e seguindo a situação do país. Cabe lembrar que, segundo o governo federal, estima-se que todas as rádios migrem para a FM até 2020, e a situação vem com o intuito de trazer mais qualidade aos serviços oferecidos.

História

A Rádio Onda Viva AM 1300khz (30 mil Watts) foi inaugurada em 1948, na cidade de Santo Anastácio. Em 13 de março de 1990, a emissora passou a ter o controle acionário da Mitra Diocesana de Presidente Prudente, e se tornou a primeira emissora católica do oeste paulista. Atualmente, cerca de 200 municípios podem sintonizar a emissora.

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste