Foto:

ATLETISMO

Olimpíadas: trilhando o caminho

Atletas da APA/Semep estão na região metropolitana de São Paulo onde participam, hoje e amanhã, de Torneio da FPA; alguns buscam índice olímpico, outros boa posição no ranking

  • 29/02/2020 04:00
  • MARCO VINICIUS ROPELLI - Especial para O Imparcial

O caminho para as Olimpíadas de Tóquio, no Japão, começa em São Bernardo do Campo (SP) para alguns atletas da APA/Semepp (Associação Prudentina de Atletismo). Fábio Henrique da Silva Lima, 19 anos, Giovana Rosália dos Santos, 19, e Maria Victória Belo de Sena, 19, todos competidores dos 400 metros rasos, buscam, a partir da competição do Torneio Adulto da FPA (Federação Paulista de Atletismo), atingir o índice olímpico, que os credenciará para os jogos olímpicos na capital japonesa. Eles embarcaram, com o restante da equipe, ontem, em uma Van que os levou à cidade da competição.

Além deles, William da Conceição Santos, 21 anos, dos 400 m rasos; Henrique Malheiros, 16, dos 110 m com barreira; Rayssa Romão,100 m rasos e salto em distância, e Yohan Romão, 20, nos 110 com barreiras; também buscam resultados. Yohan quer o índice para participar da competição Troféu Brasil e as demais pretendem se posicionarem no ranking como alguns dos melhores atletas do Brasil.

A competição contemplará as categorias Sub-18, Sub-20 e Adulto, as provas ocorrerão hoje e amanhã no Complexo de Excelência em Atletismo Prof. Osvaldo Terra da Silva. Os postulantes à vaga olímpica são claros nas pretensões do torneio em São Bernardo, “querem tirar prova da preparação que vem fazendo, os erros e acertos, a fim de realizarem aprimoramentos para as próximas competições, visto que, este é o primeiro compromisso da equipe no ano”.

Maria Victória afirma que tem confiança nos resultados e enfatiza que é importante começar o ano bem para atingir os objetivos, além disso, cada competição os deixa mais preparados para o maior objetivo do ano. “Não adianta chegar em Tóquio sem estar totalmente pronta”.

Da mesma forma, Giovana diz querer voltar de São Bernardo sabendo que fez o seu melhor. Fábio, por sua vez demonstra o espirito de companheirismo da equipe, ele afirma torcer para que todos atinjam suas metas. Eles têm até junho para atingirem o índice e o sonho olímpico.

 

EXPECTATIVAS

DOS MESTRES

Tem treinador que é pai de atleta, tem mãe, mandando vibrações na hora da partida, tem “boadrasta”, ansiosa pelos resultados do enteado, afinal, tem muito carinho e fé em um trabalho duro. 

O técnico Inaldo Sena reitera que o maior objetivo dos atletas na competição é analisarem as respostas dos treinos que realizam. O presidente da APA, Cremilson Julião Rodrigues, 44 anos, lembra-se do histórico vitorioso de Prudente no atletismo para demonstrar o orgulho que tem de sua equipe, visto que, segundo ele, os atletas de Prudente veem “o atletismo se definhando, a pista deteriorada”. As dificuldades valorizam ainda mais o trabalho intenso dos jovens e seus mestres. Cremilson tem esperanças que a pista, onde treinam, localizada na Unesp (Universidade Estadual Paulista), seja reformada a partir de julho, conforme comunicados que receberam do Estado.

O pai de Fábio, sua irmã e sua “Boadrasta”, como se auto intitula, Elaine Silva foram despedir-se do filho/enteado, que com a equipe segui viagem rumo a região metropolitana de São Paulo. Idália Rosa Belo de Sena também estava lá. Ela é esposa de Inaldo e mãe de Maria Victória. “Ficamos apreensivos, mas também felizes, porque é uma luta diária”, comentou a professora.

Com os olhos marejados de lágrimas, Idália deu “tchau”, enquanto a Van ligava motores e preparava a partida. Vão! Representem Prudente e nosso esporte! O sucesso é logo ali.

 

“Ficamos apreensivos, mas também felizes, porque é uma luta diária”

Idália Rosa Belo de Sena

 

Fotos – Isadora Crivelli

De malas prontas, equipe da APA/Semepp guarga também garra e esperanças

 

William da Conceição Santos, 21 anos, corre os 400 m rasos

 

Cremilson lembra-se do histórico vitorioso do atletismo em Prudente

 

Foto: Sérgio Borges/NoFoco - Giovana está em busca o índice olímpico, e espera sair de lá satisfeita com seu desempenho

 

Inaldo Sena se orgulha de sua equipe e crê que o momento de analisar resultados de treinos

 

Foto: Sérgio Borges/NoFoco - Maria Victória afirma que é importante, na primeira competição do ano, identificar erros e acertos

 

Idália acompanha o sonho olímpico da filha Maria Victória e do esposo, o treinador Inaldo

 

Fábio Henrique destaca o companheirismo da equipe, afirma torcer por todos

 

Elaine fica apreensiva pelo resultado de seu enteado, Fábio

 

Yohan Romão, 20, corre nos 110 com barreiras

 

Vai lá menina! Rayssa Romão disputa tanto os 100 m rasos equanto o salto em distância