Oficina orienta como fazer entrevistas para documentários

Aula gratuita será ministrada no dia 18, das 19h às 22h, no Matarazzo, pelo diretor e roteirista, Bruno Carneiro; inscrições estão abertas

OSLAINE SILVA - Da Redação • 12/06/2018 16:29:35

Tio Chimu: “Existem conhecimentos que, se aplicados com sensibilidade, transformam a entrevista em algo especial”. Foto: Cedida / Claudia Miyuki Koga Sagu

“Como Fazer Entrevistas Melhores para Documentários”, com o diretor e roteirista Bruno Carneiro, é a próxima Oficina Pontos MIS (Museu da Imagem e do Som), que será realizada, de forma gratuita, no dia 18, das 19h às 22h, na Sala de Cinema Condessa Filomena Matarazzo, no Centro Cultural Matarazzo, em Presidente Prudente. A atividade é indicada para maiores de 16 anos e está com inscrições abertas. São 20 vagas.

O produtor da Secult (Secretaria Municipal de Cultura), Adolfo Tiago Ferreira Lima, mais conhecido no meio cultural por Tio Chimu, expõe que Bruno irá mostrar que “saber entrevistar” é essencial para realizar filmes significativos. “A abordagem será de instrução, em como as pessoas devem se portar durante a entrevista para um documentário, uma vez que, segundo ele, o cinema também tem os seus braços: curta, longa, documentários, fotografia...”, explica.

Para os espectadores, pode parecer fácil realizá-las. Mas, existem conhecimentos que, se aplicados com sensibilidade, transformam uma entrevista em algo especial. O objetivo desta oficina é esse, ensinar e praticar esses conhecimentos, ainda que hoje as facilidades sejam muitas e o processo simples para realizar um documentário, considerando a disponibilidade de recursos disponíveis e a exibição para muita gente via internet.

Com toda a força da linguagem audiovisual, documentários são caminhos para compreender aquilo que é diferente, para conhecer outros pontos de vista, para manter a atenção e o respeito à diversidade da vida. Entrevistas são a base da maioria dos documentários. Bruno vai mostrar isso!

 

Perfil

Bruno Carneiro é formado em Cinema e Vídeo pela USP (Universidade de São Paulo). Desde 2000, exerce principalmente as funções de diretor, roteirista e assistente de direção em formatos variados de audiovisual. Diretor de 21 documentários, roteirista em quase todos eles e assistente de direção de outros 12. Diretor e roteirista de cinco curtas-metragens ficcionais que participaram de festivais nos Estados Unidos, Alemanha, Japão, Coreia do Sul, Portugal, entre outros países. Diretor de programas para TV, comerciais e vídeos corporativos.

 

Serviço

Oficina - “Como Fazer Entrevistas Melhores para Documentários”

Sala de Cinema Condessa Filomena Matarazzo, no Centro Cultural Matarazzo

Segunda-feira, 18 de junho

Horário: das 19h às 22h

20 vagas

 

 

 

 

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste