1º semestre

Ocorrências de roubo têm queda de 23,24% em Prudente

Dados da SPP mostram que crimes relacionados a homicídio cresceram até 33,33%; delegado diz que índice está estável

ROBERTO KAWASAKI - Da Redação • 11/08/2018 04:47:00

Uma análise realizada pela reportagem, com base em dados obtidos com a SSP (Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo), indica que no primeiro semestre de 2018 as delegacias policiais em Presidente Prudente registraram queda de 23,24% nos crimes de roubo, ao se comparar com o mesmo período de 2017. De janeiro a junho deste ano, houve 109 ocorrências, contra 142 no ano passado. Na contramão, crimes passionais cresceram até 33,33% neste ano, como é o caso das tentativas de homicídio, que subiram de 9 para 12. De acordo com o delegado seccional de polícia em exercício, José Carlos Oliveira Junior, “a efetivação das prisões inibe a sensação de impunidade”.

A autoridade policial explica que a queda no índice de roubos segue uma tendência observada há mais de três anos, “fruto do trabalho investigativo e preventivo na atuação das polícias, que contam com o apoio do Ministério Público e Judiciário”. Conforme dados fornecidos pelo delegado, no primeiro semestre de 2018 foram efetuadas 32 prisões pelo crime de roubo, seja por flagrante ou cumprimento de mandado de prisão expedido pela Justiça, “o que retira de circulação pessoas envolvidas nessa modalidade criminosa, e colabora na queda do número de ocorrências registradas”.

Como observado pela reportagem, ocorrências de furtos registraram aumento de 1,09% em 2018, já que neste ano houve registro de 1.386 ocorrências e, no ano passado, 1.371. De acordo com o delegado, “o pequeno aumento no índice de registro de furtos não causa maior preocupação, mantendo-se praticamente estável em relação ao ano anterior, e possível de inferir-se por uma maior fiscalização policial”. Desta forma, orienta para que as vítimas registrem os fatos na Polícia Civil, para que o policiamento continue a inibir tais ações.

Registraram aumento

Enquanto crimes ligados a situações de vulnerabilidade apresentaram números positivos, a análise mostra que crimes passionais foram registrados em maiores números neste ano. No primeiro semestre do ano passado, foram registrados oito casos de homicídio doloso, contra 10 neste ano, o que mostra crescimento de 25%. Em casos de homicídio culposo, em 2017 não teve ocorrência, mas no último semestre houve três. Já em ocorrências relacionadas à tentativa de homicídio, no ano passado foram nove casos e, neste ano, 12.

Ao observar os valores mencionados, o delegado considera que os índices de homicídio estão estabilizados, com média inferior ao do Estado. “No semestre tivemos 10 casos registrados de homicídio doloso no município, contra oito em 2017, mas não tivemos nenhum registro de latrocínio, contra dois casos no mesmo período do ano passado. De todos os registros, um ocorreu em interior de penitenciária e os demais por desentendimentos e brigas, sem relação a crime passional, sendo todas as vítimas do sexo masculino e em situações de difícil possibilidade de ação preventiva”.

Diante dos números estarem abaixo da média estadual, o delegado frisa que as polícias atendem ao protocolo prioritário, que objetiva a prisão dos autores, o que resulta em um percentual de esclarecimentos, sendo um dos maiores do Estado, de 98%, durante todo o ano de 2017.

Ocorrências policiais registradas no 1º semestre de 2017 e 2018 nas delegacias de PP
Natureza Total 2017 Total 2018 Evolução (%)
Homicídio doloso 8 10 25,00
Número de vítimas em homicídio doloso 8 10 25,00
Homicídio doloso por acidente de trânsito 0 0 0,00
Número de vítimas em homicídio doloso por acidente de trânsito 0 0 0,00
Homicídio culposo por acidente de trânsito 5 5 0,00
Homicídio culposo por outros 0 3 300,00
Tentativa de homicídio 9 12 33,33
Lesão corporal seguida de morte 0 0 0,00
Lesão corporal dolosa 570 539 -5,44
Lesão corporal culposa por acidente de trânsito 638 675 5,80
Lesão corporal culposa outras 10 17 70,00
Latrocínio 2 0 -100,00
Número de vítimas em latrocínio 2 0 -100,00
Estupro 15 32 113,33
Roubo 142 109 -23,24
Furto outros 1371 1386 1,09
Furto de veículos 190 126 -33,68
Fonte: SSP      
Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste