Reprodução/TV Globo: Marcela é natural de Rancharia e atua como ginecologista e obstetra

Foto: Reprodução/TV Globo: Marcela é natural de Rancharia e atua como ginecologista e obstetra

DA REGIÃO PARA O BBB

O fenômeno Marcela Mc Gowan

Conhecida por “militar” em causas sociais importantes, a “sister” passou de 26 mil seguidores para quase 4 milhões, além de ganhar o posto de uma das favoritas da edição do reality show

  • 15/03/2020 08:45
  • GABRIEL BUOSI - Da Redação

Quando a ginecologista e obstetra Marcela Mc Gowan foi anunciada como participante da edição de número 20 do BBB (Big Brother Brasil), da TV Globo, a região de Presidente Prudente se sentiu representada e, logo, escolheu a “sister” como uma das preferidas para levar o prêmio de R$ 1,5 milhão. Isso porque, nascida em Rancharia, ela esteve por muito tempo no oeste paulista, quando cursou Medicina e atuou na área, na cidade de Presidente Prudente. Com 31 anos, a mulher forte, e presente nas causas sociais, ganhou o público brasileiro. Um reflexo disso está no seu número de seguidores, que de 26 mil passou para quase 4 milhões durante a exibição do programa, que ainda está no ar.

Uma dessas pessoas, que admira e segue a personalidade de Marcela, é o estudante de Educação Física de Presidente Prudente, Murillo Oliveira. Ele comenta que conheceu o trabalho dela por meio do reality show, e diz que o fato de Marcela escolher causas importantes para “militar” foi um dos fatores que o fizeram gostar dela. “A visibilidade que ela ganhou rapidamente no programa se deu muito ao seu discurso. Além disso, atribuo também à forma com que ela trabalha com o público feminino e as transexuais”.

Os telespectadores, no entanto, há alguns dias passam por altos e baixos em relação ao que pensam do relacionamento da médica com o “brother” Daniel, que constantemente sofre punições por ações dentro da casa. Murillo, o estudante de Prudente, comenta que, “infelizmente”, com o início do relacionamento, Marcela acabou “se perdendo” no jogo e dando “uma apagada”, mas afirma que a torcida dele, ainda assim, continua para ela. “Minha final perfeita seria Giselly, Rafa e Marcela, mas creio que Manu, Pyong e Thelma também possam chegar”, finaliza.

Conforme já noticiado por O Imparcial, por meio da Folhapress, a família de Marcela vê com bons olhos o fato de que a “sister” caiu no gosto popular. A irmã, Mariane Mc Gowan, 38 anos, comentou anteriormente que todos estão muito orgulhosos do desempenho dela. “Recebemos mensagens de gente no Japão, no Canadá, parabenizando a minha mãe pela criação da filha. Ela está fazendo uma mudança na cabeça das pessoas sem ser uma militante chata”, disse Mariane à Folhapress.

Caso o favoritismo se confirme e o prêmio seja levado para casa, ela comenta que um dos sonhos da participante é abrir uma clínica de parto humanizado para atender as mulheres de forma digna, além de instalar uma pousada na região de Caraíva (BA), para “relaxar e descansar”.