Arquivo -  Registros de óbitos são referentes a acidentes de trânsito em rodovias e vias municipais

Foto: Arquivo - Registros de óbitos são referentes a acidentes de trânsito em rodovias e vias municipais

NA REGIÃO

Número de óbitos no trânsito tem queda de 4,68%

Infosiga indica que no primeiro semestre deste ano ocorreram 61 mortes em acidentes com veículos, número pouco menor que ano passado, quando houve 64 registros

  • 16/08/2019 07:26
  • ROBERTO KAWASAKI - Da Redação

Dados do Infosiga (Sistema de Informações Gerenciais de Acidentes de Trânsito do Estado de São Paulo) indicam que houve redução no número de mortes decorrentes de acidentes de trânsito na 10ª RA (Região Administrativa) do Estado de São Paulo, região de Presidente Prudente. Conforme o Movimento Paulista de Segurança no Trânsito, no primeiro semestre de 2019 foram registrados 61 óbitos nas vias e rodovias, número 4,68% menor que no mesmo período de 2018, quando os dados mostraram 64 mortes.

No período recente, a maior parte dos acidentes envolveu colisões (27). Na sequência há atropelamentos (14) e choques (11). Outros nove foram de causas não informadas. A baixa redução na quantidade de óbitos é motivo de preocupação, conforme explica a especialista em trânsito, Luciane Napolitano. “Estamos longe do objetivo que é de reduzir ainda mais os números de acidentes com vítimas, porque tem muita coisa a melhorar”, afirma. “As campanhas precisam ser mais constantes, o que pode reverter esse cenário é conscientização do motorista”.

Em ambos os períodos da pesquisa, os maiores índices de acidentes ocorreram aos finais de semana, no período noturno. Para a especialista, são nesses horários em que os infratores abusam do excesso de velocidade e ultrapassagem em local proibido, o que pode explicar as constantes ocorrências de colisões. “Aos sábados e domingos há o maior fluxo de veículos, o que aumenta os riscos devido a comportamentos errados, como a ingestão de bebidas alcóolicas e uso do aparelho celular”, afirma Luciane.

Planejamento estratégico

Para que os motoristas estejam conscientes, as polícias Militar e Rodoviária têm trabalhado constantemente para que as mensagens cheguem até eles. Exemplo disso são operações como “São Paulo Mais Seguro”, “Rodovia Mais Segura”, “Direção Segura”, além de atividades preventivas, educativas e corretivas, quando necessário. “Isso [queda nos óbitos] é o resultado de um trabalho direcionado e contínuo de todo efetivo empenhado, resultado da proposta e metas  estabelecidas”, considera o CPI-8 (Comando do Policiamento do Interior), que alinha os objetivos com o Planejamento Estratégico do Comando da Polícia Militar.

Por sua vez, a 2ª Companhia de Policiamento Rodoviário avalia “com muita alegria” os resultados. “É uma das formas de mensurar os resultados do trabalho; ou seja, o trabalho de análise, planejamento e execução desenvolvido em nossa malha viária, aliado ainda à conscientização dos condutores ao uso do cinto de segurança, não ultrapassagens em locais proibidos e ao não uso de bebidas alcóolicas na direção de veículo automotor, bem como, ainda, o importante trabalho da mídia em sua divulgação às orientações de campanha educativas de trânsito”, pontua.

NÚMEROS

Óbitos registrados no trânsito da região

No primeiro semestre de 2019, o número de óbitos catalogados no trânsito apresentou queda em comparação ao ano anterior

64

mortes constatadas em acidentes no primeiro semestre de 2018

61

mortes constatadas em acidentes no primeiro semestre de 2019