Polícia Militar Rodoviária  - Acusado alegou que parte da droga seria para revenda

Foto: Polícia Militar Rodoviária - Acusado alegou que parte da droga seria para revenda

TRÁFICO INTERESTADUAL

Nervosismo de passageiro “entrega” papelotes de cocaína e munições

Acusado informou aos policiais que efetuou as compras em viagem a Ponta Porã, Mato Grosso do Sul, e que parte da droga seria para a revenda

  • 02/12/2019 12:12
  • ROBERTO KAWASAKI - Da Redação

Um homem de 30 anos foi preso na madrugada de hoje, após ser flagrado transportando 50 munições de arma de fogo no guarda-volumes de um ônibus. Com o investigado, a Polícia Militar Rodoviária também apreendeu 18 papelotes de cocaína que estavam armazenados na palmilha do tênis. O fato foi registrado em Presidente Venceslau.

A abordagem ocorreu na Rodovia Raposo Tavares (SP-270), durante fiscalização de rotina em um ônibus que seguia de Ponta Porã (MS) a São Paulo (SP). Quando os policiais entraram no coletivo, observaram que o passageiro investigado apresentou “grande nervosismo”.

O fato motivou buscas nos pertences do acusado. De acordo com a polícia, em uma mochila que estava no guarda-volumes, havia uma caixa contendo 50 munições intactas de arma de fogo, calibre 9 mm.

Já sob a palmilha do tênis do rapaz, os militares encontraram 18 papelotes de cocaína.

Tráfico interestadual

Diante dos fatos, o acusado recebeu voz de prisão em flagrante por tráfico de drogas e porte ilegal de munições. Em entrevista aos policiais, alegou ter adquirido as munições em Ponta Porã e, na oportunidade, comprou os papelotes de cocaína.

Na compra da droga, ele afirma ter desembolsado a quantia de R$ 180. De acordo com ele, parte do entorpecente seria para consumo e outra para a venda.

Depois de tomadas as medidas judiciárias, o passageiro foi mantido em cárcere e está no aguardo da audiência de custódia. Conforme a polícia, ele trabalha como motorista e é morador de São João de Meriti (RJ).