José Reis - Coleta de eletrônicos ocorreu hoje em dois pontos de Prudente

Foto: José Reis - Coleta de eletrônicos ocorreu hoje em dois pontos de Prudente

DESCARTE CONSCIENTE

Mutirão do lixo eletrônico recolhe 50 toneladas

Ação marcou a 12ª edição e contou com dois pontos de coleta: Parque do Povo e Conjunto Habitacional Ana Jacinta; participaram aproximadamente 400 voluntários

  • 08/06/2019 13:00
  • GABRIEL BUOSI - Da Redação

Ocorreu hoje, em Presidente Prudente, a 12ª edição do Mutirão do Lixo Eletrônico, no Parque do Povo, com ações que tiveram início às 8h e seguiram até 16h. A atividade é realizada pela Setec (Secretaria Municipal de Tecnologia da Informação) e demais parceiros, e teve como expectativa o recolhimento entre 50 e 60 toneladas com o auxílio de 400 voluntários. “Essa é uma oportunidade que damos às pessoas de realizar o descarte correto. Temos uma preocupação muito grande em selecionar parceiros com certificação, para garantir que tais produtos tenham o descarte ideal, além de pensarmos em conscientizar as pessoas sobre o consumo de eletrônicos”, informa o titular da Setec, Rogério Marcus Alessi.

De acordo com a administração pública, o projeto seguiu os moldes de anos anteriores, com as ações simultaneamente, já que além do Parque do Povo o evento contou com um ponto de coleta no Conjunto Habitacional Ana Jacinta, entre 9h e 13h. O caminhão para recolhimento ficou ao lado da UPA (Unidade de Pronto-Atendimento). Vale destacar ainda que neste ano o recolhimento do lixo eletrônico foi realizado pela Green Eletron, responsável por toda logística e transporte do material. No mutirão, a população teve a oportunidade de descartar eletrônicos como celulares, itens de computadores, mouse, cabos, aparelhos eletrônicos, pilhas, mas as televisões lideraram a lista.

“Acredito que, pela troca do sinal analógico pelo digital, muitos televisores ficaram sem serventia em casa, o que fez com que surgisse um grande número. Ao fim da ação, objetivamos fazer uma imagem das seis carretas juntas, cheias, para impactar mesmo a sociedade”, esclarece Alessi. Por fim, ele lembra que a expectativa para os próximos anos é a de diminuição na quantidade de produtos recolhidos, já que, consequentemente, eles são lançados em menores tamanhos e pesos.

Participaram como voluntários alunos de diferentes cursos da Unoeste (Universidade do Oeste Paulista), mas a ação contou ainda com o apoio institucional da Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo) e da Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente do Estado, que monitorou e acompanhou a realização do evento, que deve servir de exemplo para outras cidades. Na ocasião, os participantes receberam cupons para concorrer ao sorteio de brindes: 10 bicicletas, um tablet, um notebook e um videogame.

Cidadãos conscientes

O pedreiro de 60 anos, Ederaldo Lima, reservou o início da manhã para procurar em casa quais eram os itens que não serviam mais para uso. Segundo ele, rádios, televisões e itens de computador foram as escolhas para o descarte na manhã de hoje, no Parque do Povo. “Penso ser muito importante, pois estamos pensando no nosso meio ambiente e sabemos o quanto precisamos preservar ele”. Foi a primeira vez que o pedreiro participou da ação.

O aposentado de 60 anos, Gilmar Aparecido de Carvalho, por sua vez, já esteve presente em outras duas edições, o que para ele já é sinal de tradição. “Hoje eu trouxe um multiprocessador, computador antigo e rádios parados. Além de liberar espaço em casa, vai ajudar na destinação correta”, finaliza.