Pirapozinho

Mulher descumpre ordem judicial e é presa pela polícia

Acusada detida em operação por tráfico de drogas foi capturada enquanto assistia a uma partida de futebol, às margens da SP-272

  • 11/02/2019 16:48
  • ROBERTO KAWASAKI - Da Redação

Na noite de sábado, as polícias Civil e Militar capturaram uma mulher de 22 anos que descumpriu a ordem judicial de prisão domiciliar, em Pirapozinho. Segundo a polícia, a moradora da Rua Ailton Orlando foi presa enquanto assistia ao jogo de futebol que ocorria em um clube esportivo, localizado às margens da Rodovia Olímpio Ferreira da Silva (SP-272).

Conforme a Polícia Civil, contra ela já havia diversas denúncias de evasão e, diante da quantidade recebida, aguardou o momento exato em que a acusada saiu para ir ao Campo do Videira. De acordo com o delegado Rafael Galvão, a mulher havia sido beneficiada depois da mudança legislativa que concede prisão domiciliar às presas sem condenação, gestantes ou mães com filhos de até 12 anos, concedida pelo STF (Supremo Tribunal Federal) no ano passado.

Segundo o delegado, o favorecimento da prisão domiciliar ocorreu devido a acusada ser mãe de um menino de 3 anos, o qual necessitaria ser amamentado. Como a criança e outro filho de 7 anos não estavam com ela na partida de futebol, também foi caracterizado o abandono. Diante disso, o Conselho Tutelar foi acionado para tomar as providências cabíveis.

Tráfico de drogas

Depois da captura, a mulher foi conduzida à Delegacia de Polícia Civil em Pirapozinho, onde permanece em cárcere até a nova determinação judicial. Segundo a polícia, a presa havia sido detida junto com o marido em novembro do ano passado, durante a Operação São Nicolau, que teve o objetivo de combater o tráfico de drogas na cidade. Na ocasião, os investigadores desmancharam a célula de uma organização criminosa que vendia entorpecentes em diversas cidades da região.