FEMINICÍDIO

Mulher de 56 anos é assassinada pelo marido na Vila Nova Prudente

Investigado tem 63 anos e confessou ter matado a vítima depois de descobrir uma suposta traição ocorrida recentemente

  • 22/05/2019 17:59
  • ROBERTO KAWASAKI - Da Redação

Em Presidente Prudente, uma mulher foi vítima de feminicídio na noite de ontem. O crime ocorreu na Vila Nova Prudente e tem como suspeito o marido da vítima, 63 anos. O acusado é investigado por desferir ao menos 11 facadas pelo corpo da mulher, depois de descobrir uma suposta traição ocorrida recentemente. Ele também ficou ferido.

Consta no boletim de ocorrência que a Polícia Militar chegou ao endereço informado e encontrou a vítima “com grande sangramento”. Os militares notaram que, aparentemente, as lesões foram provocadas por diversas facadas. Em diligências pelo bairro, encontraram o suposto autor sentado na calçada junto com o primo.

De acordo com o registro, o homem também estava com sangramentos e foi socorrido por uma unidade de resgate a Santa Casa de Prudente. Enquanto recebia os primeiros atendimentos no bairro, informou que havia matado a esposa devido a uma suposta traição descoberta por ele.

A motivação do crime, além de ter sido passional, conforme o investigado ocorreu no momento em que a mulher pegou a faca para atingi-lo. Na ocasião, o autor pegou o objeto cortante das mãos da vítima e a matou.

Descoberta fatal

Segundo a Polícia Militar, o filho da mulher confirmou aos policiais que houve uma traição. O fato teria sido descoberto há dois dias pelo investigado, que é padrasto do rapaz. No boletim de ocorrência, os militares constataram que a vítima recebeu ao menos 11 facadas em diversas partes do corpo. O cadáver passou por exame de necropsia e está à disposição da família para o velório e sepultamento.

Devido aos ferimentos do acusado, o mesmo precisou ficar internado na santa casa e está em observação com escolta policial. Até o momento desta publicação, ele ainda não havia sido ouvido formalmente pela Polícia Civil. Desta forma, também não será apresentado em audiência de custódia.