Sesc Thermas

Mr. Josh apresenta clássicos do blues e do soul, hoje

Da Redação • 05/05/2018 11:52:01

 Banda já planeja seu primeiro trabalho próprio com as principais vertentes musicais. Foto: Glaucia Greggio

Hoje, uma banda formada por experientes músicos da noite paulistana, com 15 anos de estrada, apresenta clássicos do blues e do soul em que predominam composições próprias, com as influências de nomes como B.B. King, James Brown, Stevie Wonder, Ray Charles, Albert Colins e muitos outros mestres. A Mr. Josh sobe ao palco da Área de Convivência do Sesc Thermas, a partir das 16h, em um show pelo projeto Múltiplos Sons. A entrada é livre.

Após morar dois anos nos EUA, Josh, vocalista do grupo, teve a oportunidade de conhecer de perto a “fonte” dos estilos musicais americanizados, em centros como New Orleans, Chicago, Los Angeles, Texas e Nova Iorque, o que aprimorou sua bagagem musical.

Filho de mãe cantora de coral, aos 10 anos ele começou a estudar piano clássico e, a partir daí, adotou a música como parte de sua vida e rotina, o que resultou em um extenso mosaico musical.

Com apresentações rotineiras em unidades do Sesc, eventos corporativos, festivais, além de bares, pubs e casa noturnas, a banda já planeja seu primeiro trabalho próprio com as principais vertentes musicais que influenciaram seus músicos e seu público cativo.

 

Amanhã

Interpretando El Gran Enano, Mauro leva ao público toda a loucura de seu palhaço excêntrico, elétrico e realista, mostrando sua pesquisa na manipulação de balões e objetos, utilizando o teatro físico para a construção poética-visual.

H2oBoom” é uma mescla de água e explosões, no qual a bolas de ping-pong, engenhocas e mágica acontecem de maneira crescente, e a observação e as provocações do palhaço rompem a linha que separa o artista da plateia, possibilitando a todos entrar em seu jogo de cena.

Nascido em Montevidéu, no Uruguai, Mauro Cosenzo deu uma reviravolta em sua vida aos 18 anos quando conheceu o mundo dos artistas circenses urbanos e começou a arte do malabarismo. Logo após um tempo, descobriu sua facilidade e amor dentro de um palhaço, o qual o ajudou muito a movimentar-se na rua e a agradar o público com seu carisma.

Sua formação começou em 2007, no Uruguai, assistindo oficinas e cursos, assim como em seus estudos autodidatas. Isso lhe provocou um grande desejo de expandir seus conhecimentos e decidiu começar a viajar por outros países. Com pouca idade, alcançou um rápido desenvolvimento e paixão por cada técnica que optou, Clown e Malabares, que o levou a apresentar seus espetáculos em diferentes partes do mundo.

Ainda neste domingo, logo após o espetáculo, às 16h, as crianças obtêm formas ao acaso por meio da técnica de stoppage, na oficina Criando Stoppages, ministrada pela arte-educadora Carmo Malacrida, de Presidente Prudente (SP). Os pequenos têm a oportunidade de trabalhar com desenho a grafite e texturas, tendo como referência o artista visual francês Marcel Duchamp (1887-1968), que desenvolveu e utilizou a linguagem em sua obra.

Com AI

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste