CAUSA DESCONHECIDA

Morte de idosa em casa de repouso vira caso de polícia

Na sexta-feira, vítima de 97 anos havia sido agredida por outra moradora porque “falava muito durante a noite”

  • 15/07/2019 15:39
  • ROBERTO KAWASAKI - Da Redação

A Polícia Civil investiga a morte de uma idosa de 97 anos que habitava uma casa de repouso, em Presidente Prudente. O fato foi registrado na noite de domingo. Segundo a investigação, supostamente ela havia sido agredida por outra moradora do imóvel. As causas da morte são desconhecidas.

Consta no boletim de ocorrência que horas antes da morte, o filho visitou a mãe na residência e verificou que ela estava com o rosto “bastante inchado” e com um hematoma. Diante disso, questionou uma funcionária do estabelecimento que informou que a vítima havia caído da cama, mas sem muitas justificativas.

Segundo a polícia, a neta da vítima recebeu as fotos e também foi ao local para saber o que havia ocorrido. No depoimento aos militares, disse que foi ao quarto da avó e percebeu que ela respirava com dificuldades, e que havia bastante catarro na boca.

 

Suposta agressão

Devido aos ferimentos no rosto, a neta da idosa pediu para falar com algum responsável para tirar satisfações. Não demorou para que a proprietária do estabelecimento chegasse ao local, informando que forneceria imagens do circuito de segurança para verificar o fato. Mas, adiantou que na sexta-feira a vítima havia sido agredida por outra idosa que mora no local.

O motivo, segundo a agressora, seria porque a companheira de quarto “falava muito durante a noite”, o que a incomodava. Depois que os familiares tomaram conhecimento do fato, voltaram ao quarto da avó e a encontraram morta.

Uma unidade de resgate foi acionada e socorreu a vítima ao HR (Hospital Regional) Doutor Domingos Leonardo Cerávolo. No entanto, já deu entrada no hospital de saúde em óbito. Exames foram requisitados para apurar a causa da morte.