Contato direto

Mesários auxiliam andamento do pleito eleitoral

GABRIEL BUOSI - Da Reportagem Local • 09/10/2018 07:55:00

Mesários auxiliam diretamente na participação dos eleitores no momento do voto. Foto: José Reis

O trabalho dos mesários nas eleições de todo o país possibilita que o pleito ocorra de forma organizada e com o menor índice de erros possíveis. Em Presidente Prudente, conforme já noticiado por este diário, pelo menos 2.188 pessoas haviam sido convocadas neste ano para atuar diretamente junto às zonas eleitorais. Em todo o Brasil, cerca de 2 milhões de brasileiros foram escolhidos, sendo que, conforme o portal de notícias do Governo do Brasil, há alguns requisitos para que essa participação ocorra, como situação regularizada junto à Justiça Federal e não ser candidato em nenhum dos cargos pleiteados.

Em Prudente, dos 2.188 mesários convocados, 1.058 representam o Cartório da 101ª Zona Eleitoral e 1.130 o Cartório da 402ª Zona Eleitoral, conforme noticiado por este diário. Segundo o governo do país, entre as tarefas da função estão, por exemplo, coletar assinaturas e impressões digitais, fiscalizar as eleições e receber os eleitores. A presidente da seção 12 da Etec (Escola Técnica Estadual) Professor Adolpho Arruda Mello, Marlene Gonçalves Cavalheiro, afirma que este foi um ano atípico em relação ao movimento pela manhã e relata como se dá o trabalho do mesário.

“Eu já trabalhei em pelo menos seis eleições e normalmente é pela manhã quando há o maior fluxo de pessoas, diferente do que ocorreu neste ano. Um dos fatores, possivelmente, pode ser a virada do tempo, já que está bem fresquinho agora”, salientou a presidente durante entrevista na manhã de domingo. Ainda segundo Marlene, não é permitida a entrada do servidor no espaço da urna de votação, sendo que a orientação deve ocorrer da mesa em que ele ocupa. “Quem traz a cola com os números consegue ser mais ágil e não se perde durante o processo. Em caso de esquecimento, oriento para que a pessoa vote o número que lembrar e confirme o voto. No entanto, ela só poderá levar o comprovante se concluir seu voto”.

A mesária de 35 anos, Simone Rodrigues de Paula, da mesma unidade, já participou no cargo em outras cinco vezes, função que para ela é satisfatória, já que é a possibilidade de auxiliar ao próximo no momento de exercer a cidadania. “O primeiro contato com os eleitores pela manhã foi bem tranquilo neste ano e não tivemos grandes dificuldades. Em dois casos hoje [domingo], tivemos eleitores que esqueceram os candidatos e outro que errou os números”, lembra. Sobre o trabalho, que pode ser cansativo, ela lembra que ocorre das 7h às 17h, com o horário de almoço, estipulado pelo presidente da seção.

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste