Marcio Oliveira: Controle financeiro é importante para desenvolvimento das crianças

Foto: Marcio Oliveira: Controle financeiro é importante para desenvolvimento das crianças

Estímulo consciente

Mesada traz independência financeira às crianças

Especialista diz que pais devem ter diálogo com os filhos e mostrar que pagamento deve ser visto como salário e durar todo o mês

  • 07/02/2019 07:35
  • Espaço infantil

GABRIEL BUOSI

Da Redação

 

Falar sobre o pagamento de mesada aos filhos, sem dúvidas, sonda a maioria das famílias que busca uma alternativa para dar mais liberdade financeira aos filhos e proporcionar, logo cedo, a independência financeira. Esse, pelo menos, deveria ser o conceito da ação, conforme a economista Josélia Galiciano Pedro, que vai além de dar dinheiro. “Os pais devem levar isso como se fosse um salário mesmo, que deve ser administrado ao longo do mês. Ressalto, no entanto, que o valor pago deve ser estipulado por cada família, de forma que não atrapalhe o orçamento”.

Josélia lembra ainda que pais e mães deverão analisar o melhor momento para que a mesada comece a ser paga, sendo que isso deve ocorrer quando os pais identificarem que a criança já está capacitada, e que tem discernimento, para receber, administrar e gastar seu pagamento com sabedoria. “É um tipo de conscientização financeira muito positiva. O que pode estragar isso, por exemplo, é a entrega avulsa de demais valores ao longo do mês, que extrapola o limite dado pela família na mesada. Esse costume pode ser prejudicial lá na frente e desencadear, inclusive, um adulto sem limites financeiros”, alerta.

 

“É um tipo de conscientização financeira muito positiva [amesada]. O que pode estragar isso, por exemplo, é a entrega avulsa de demais valores ao longo do mês, que extrapola o limite dado pela família na mesada”

Josélia Galiciano Pedro, economista

 

A economista ressalta que, ao acreditar que o filho ou a filha tem capacidade de gerir o dinheiro, é necessário também que haja consciência por parte dos pais, de que a transparência na conversa para o acordo do valor seja importante, para que a criança entenda o que é aceitável ou não no orçamento familiar, e para que futuras reivindicações ou pedidos de aumentos cheguem na hora errada. “Caso a criança comece a pedir muitas coisas, como celulares e videogames, ou seja, itens que vão além de presentes comemorativos, é indicado que os familiares mostrem que o valor será descontado da mesada, para que o consumo desenfreado seja segurado”.

 

Educação financeira

O doutor em educação financeira da DSOP - organização dedicada à disseminação da educação financeira no Brasil -, por sua vez, complementa ao dizer que, ao contrário do que muitos pensam, a mesada não é um incentivo ao consumo, e sim uma forma de educar financeiramente as crianças. “A infância é a fase ideal para desenvolver comportamentos que serão levados por toda a vida, por isso é importante implantar a mesada quando notar que a criança está pedindo dinheiro com frequência e já mostra ter seus primeiros hábitos de consumo. Normalmente, crianças e jovens consomem durante a rotina escolar, com gastos com alimentação, por exemplo”, daí a importância de se falar sobre o tema.

Reinaldo diz ainda que é possível analisar a mesada em diversos aspectos, como o financeiro e o econômico. A primeira modalidade seria aquela dada para a criança aprender a administrar o dinheiro que ganha. “Trata-se de um valor fixo determinado pelos pais ou responsáveis, tendo em vista a necessidade de transição da mesada voluntária para a mesada financeira. Nesse momento, é recomendado que 50% do valor sejam destinados para a poupança dos sonhos e 50% para as despesas da criança, sempre lembrando que o dinheiro nunca será mais importante que os sonhos”.

Já na mesada econômica, o especialista diz que ela ocorre quando os pequenos são incentivados a poupar recursos em casa, como energia elétrica e água, para que realizem seus sonhos com o valor economizado. “Assim, mesmo a família que não tem condições de dar mesada em dinheiro, pode educar financeiramente seus filhos com as economias feitas no lar a cada mês. Desta forma, os pequenos aprendem que economizar recursos é um dos caminhos para realizar seus sonhos”.

 

---------------------------------------------

Artista do dia

 

Este lindo desenho é de Catarina Aimê Poloto Obregon. Parabéns pelo capricho!!

 

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

Concurso de Desenho

Os desenhos estão entre os 30 escolhidos do 6° Concurso de Desenho O Imparcial na Escola, promovido pelo jornal O Imparcial e a Seduc (Secretaria Municipal de Educação) em 2018. O tema foi “Entretenimento familiar em tempos de tecnologias acessíveis”.

 

Adryan Fernando Neres Venceslau, aluno da EM Professora Carmen Pereira Delfim, da professora Adriana Viviane Cardoso Buchalla, do grupo 3, da Educação Especial

 

Arthur Henrique Guedes, aluno da  EM Professora Francisca de Almeida Góes Brandão, da professora Mônica Nemézio Siqueira, do grupo 3, da Educação Especial

 

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

Agenda

 

ARTE EM CENA

Espetáculo Musical

“Cantigas de amor para um coração pequeno”

Data: domingo

Horário: 15h

Local: Bosque do Sesc Thermas

Entrada: gratuita

 

OFICINA

Brincando com a Arte

“Estamparia de Ecobag com Carimbo”

Data: Domingo

Horário: 16h

Local: Bosque do Sesc Thermas de Presidente Prudente

Inscrições: gratuitas, na Central de Atendimento

Espaço infantil

Espaço infantil

O canal reúne conteúdo direcionado ao público infantil, com informações, dicas, passatempos, tirinhas, fotos e agenda de eventos direcionados às crianças.

PUBLICIDADE