Weverson Nascimento - Marcelo Costilho tem exercido destacada atuação em prol da comunidade prudentina

Foto: Weverson Nascimento - Marcelo Costilho tem exercido destacada atuação em prol da comunidade prudentina

CIDADÃO DO BEM

Marcelo Costilho: ativista social

Expoente em ações de doação ao próximo acumula vivências em policiamento comunitário, comissões de aniversários da cidade e liderança em escotismo

  • 19/01/2020 07:16
  • HOMERO FERREIRA - Da Reportagem Local

No rastro da “Constituição Cidadã” de 1988, que definiu a segurança pública como direito e responsabilidade de todos, 10 anos depois foi implantado em Presidente Prudente o policiamento comunitário. O Imparcial registrou cada passo dessa iniciativa que já tinha dado resultado na Avenida Paulista, em São Paulo, e em Campinas.

Em 1996, começou a aproximação da Polícia Militar com a comunidade prudentina. Foi quando o então dono do Mercado Monte Alto, no bairro com o mesmo nome, Marcelo Costilho Jorge, despontou como um dos principais ativistas sociais de Prudente. Dois anos depois ajudou a criar e assumiu a presidência do Conseg (Conselho de Segurança Comunitário), para por em prática a filosofia de polícia comunitária.

A articulação foi do capitão Francisco Lozzi da Costa (hoje coronel), apoiado pelo coronel Souza Filho e o tenente-coronel João Valente; comandantes do CPI (Comando de Policiamento do Interior) e do 18º BPM/I (18º Batalhão de Polícia Militar do Interior). Os resultados alcançados refletem até hoje nos baixos índices de criminalidade e no ativismo praticado por Costilho.

DESCENDÊNCIA

FAMILIAR

Para entender melhor esse cidadão do bem, a reportagem buscou informações desde as suas raízes. Seus avós maternos, Carlos Rodrigues Costilho e Guiomar Lopes Costilho, eram descendentes de portugueses. Os paternos, Joaquim Jorge Marcelino e Jacira Jorge de Campos, negros brasileiros. Radicados em Sorocaba, os avôs trabalharam na ESF (Estrada de Ferro Sorocabana) e na fábrica de tecidos Santa Rosália.

Seus pais, Antônio Carlos Jorge e Cleonice Costilho Jorge, se casaram no começo de 1969, mesmo ano em que nasceu Marcelo. Depois, vieram Valéria e Alexandre (falecido). Como soldado da Força Pública, seu pai foi destacado para a região de Prudente, de 1964 a 1967: Santo Anastácio, Presidente Epitácio e Presidente Bernardes.

Por ter gostado da região, na década de 80, como oficial de Justiça, solicitou transferência para Prudente. Com os três filhos adolescentes, foram morar na Vila Verinha e lá ficaram até 1992. Depois, foram para o Parque Cedral.  Costilho estudou nas escolas Antônio Fioravante de Menezes e Monsenhor Sarrion.

Trabalhando desde muito cedo e tendo se casado jovem, somente agora está fazendo o ensino superior, em gestão pública. Sua esposa, Cláudia Amaral, ex-repórter da Rádio Comercial, é a sua parceira empresarial no ramo de combustíveis: transportes e o posto ACJ. Têm dois filhos: Pamela e Renan.  Convidado pelo prefeito Nelson Roberto Bugalho (PSDB), desde 2017 está na administração pública.

CRIAÇÃO DA

BATATEC

No cargo de diretor da Sedepp (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico de Presidente Prudente), atua em várias frentes. Uma é relacionada à merenda escolar com a compra de produtos da agricultura familiar, contribuindo para melhorar as condições dos produtores e na redução de custos da Prefeitura. Outra é a criação e realização da Batatec (Feira Tecnológica da Batata-doce).

Na região paulista que mais produz esse tipo de batata e que no ranking brasileiro está em 2º lugar, o evento teve sua 1ª edição em 2018. A 3ª será de 11 a 14 de junho deste ano, no Centro de Eventos IBC. A Batatec ostenta o 2º lugar do Prêmio Sebrae (Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) na categoria desenvolvimento regional.

A tecnologia possibilitou a fabricação da 1ª cerveja de batata-doce do Brasil e o governador João Doria (PSDB) abriu as portas do Palácio dos Bandeirantes para a bebida ser apresentada em reunião dos secretários de Estado. A Batatec tem caráter internacional, por mobilizar em 2019 visitantes de oito países das Américas Latina e Central, além de 11 Estados brasileiros.

Idêntica condição obtida agora junto à Sedepp, conduzida pelo secretário Carlos Alberto da Silva Corrêa, Casagrande, foi vivida na época do Conseg. Os bons resultados em Prudente despertam a atenção do comandante geral da Polícia Militar coronel Rui César Melo que abriu as portas para palestra aos membros da Comissão Estadual de Polícia Comunitária.

Falaram Marcelo Costilho e os então capitães Lozzi e Renato Ryukiti Sanomiya (hoje coronel). Outra atuação em São Paulo foi audiência na Secretaria de Segurança Pública, agendada pelo deputado Mauro Bragato (PSDB) com o secretário-adjunto Marco Aurélio Petreluzzi, para os seguintes pedidos: implantação da cavalaria, helicóptero águia, equipamentos, viaturas e aumento do efeito regional.

COMISSÕES

DE FESTEJOS

Quando Bragato foi prefeito (1977-2000), Marcelo Costilho presidiu a comissão dos festejos dos aniversários de 81 e 82 anos de Prudente. O maior feito foi envolver representantes de vários segmentos para realizar eventos e pensar a cidade em 2000, o mesmo ano em que se envolveu com voluntários da Comunidade do Perpétuo Socorro.

Com a coordenação de João da Silva, foi construída a obra idealizada pelo padre Jerônimo Gasques no Jardim São Gabriel, inaugurada em 20 de janeiro de 2004 e que mantém amplo atendimento social. Em 2001, Costilho ingressou no Grupo Escoteiro Guayporé, inicialmente para levar seu filho. Em pouco tempo assumiu a presidência da Apag (Associação de Pais e Amigos do Guayporé).

Em 2004, fez a Promessa Escoteira e deu os primeiros passos na formação como adulto voluntário. Hoje, é o presidente do grupo com 300 pessoas e que detém certificação Grau Ouro em âmbito nacional, por cumprir o Método Escoteiro com excelência. Reconhecido como de utilizada pública e instalado na Casa do Escoteiro, na Cidade da Criança, o grupo possui ônibus adquirido com recursos próprios.

Ao entrar na Maçonaria em 2011, dois anos depois ingressou como consultor na Ordem Demolay no Capítulo Presidente Prudente, desde então colaborando com ações para o desenvolvimento de crianças, adolescentes e jovens. Em 2017, foi um dos fundadores da Filhas de Jó, com atuação nas mesmas faixas etárias.

CENTENÁRIO

DE PRUDENTE

Em 2017, foi presidente da Comissão do Centenário de Prudente, que promoveu 475 eventos a custo zero para a Prefeitura. Atualmente está envolvido na Agricultura Familiar, Programa Município Verde Azul e nos conselhos da Igualdade Racial, Meio Ambiente, Turismo, Assistência Social e Etec (Escola Técnica), além de membro da Congregação da Fatec (Faculdade de Tecnologia).

Marcelo Costilho tem recebido várias homenagens, incluindo o título de Cidadão Prudentino proposto pelo vereador Enio Luiz Tenório Perrone (PSD). Mantém estreito vínculo com a segurança pública, como herança de seu pai, pelo serviço na FAB (Força Aérea Brasileira) em 1988 e pelo policiamento comunitário. Tem sido estimulado a ingressar na política por várias pessoas e uma delas é a ex-primeira-dama Maria Auxiliadora.

ÚLTIMAS DO AUTOR