ATENÇÃO

Mais precaução, menos autoconfiança

Além da qualidade das águas, é importante o banhista estar atento à presença de bombeiros de prontidão nas praias da região a fim de evitar fatalidades nos momentos de lazer e diversão

  • 08/12/2019 05:41
  • MARCO VINICIUS ROPELLI - Especial para O Imparcial

Além da qualidade das águas, é importante o banhista estar atento à presença de bombeiros de prontidão nas praias da região a fim de evitar fatalidades nos momentos de lazer e diversão. Em 2017, nas represas e balneários da região foram registradas duas mortes por afogamento, em 2018 nenhuma e, em 2019, uma morte, até então. Para que o número não aumente, é necessário que a população tenha cuidado e precaução.

A assessoria de imprensa do Corpo de Bombeiros afirma que possuem prevenção a banhistas em Presidente Prudente, Rosana, Martinópolis e Rancharia. Em 2018 o efetivo do Corpo de Bombeiros em Prudente no Balneário da Amizade foi de 340 bombeiros. Em Martinópolis, na Represa Laranja Doce, foi de 145 bombeiros. Em Rancharia, no Balneário Municipal, foi de 172 e em Rosana foi de 372 bombeiros no Balneário Municipal. Em 2019, em Prudente foi de 280, em Martinópolis, 140, em Rancharia, 149, e em Rosana, 358.

O Corpo de Bombeiros afirma que possui convênios com prefeituras, mas reitera que os equipamentos utilizados em salvamentos como botes e jet-skis são propriedade da corporação. Em todos as represas e balneários onde atuam, realizam estudos sobre a demarcação da área destina aos banhistas.

DICAS PARA MANTER-SE

SEGURO NAS ÁGUAS

As dificuldades para o bombeiro atuar na preservação de banhista nos balneários da região está vinculada a autoconfiança, afirma o Corpo de Bombeiros, pois alguns não seguem as demarcações realizadas com boias, pois alegam saberem nadar. No entanto, o perigo não está só na questão da profundidade, existem, também, o trânsito de embarcações. O consumo de bebida alcoólica também é outro potencial risco e que dificulta a ação do bombeiro, pois muitas vezes estes indivíduos são encorajados a tomar atitudes contrárias às orientações do Corpo de Bombeiros, devido seu estado de embriaguez. A corporação recomenda que os banhistas não deixem crianças sozinhas, não ingiram bebidas alcoólicas, obedeçam aos limites das áreas de banhista que estão demarcadas por boias, mantenham distância de embarcações.

ÚLTIMAS DO AUTOR