Lixo transformado em arte colabora também com o meio ambiente

  • 12/03/2019 07:00

O lixo pode ser transformado em luxo e arte, sob a visão e criatividade de uma pessoa. Aquilo que teria um destino qualquer, pode ter outro valoroso se encontrar no meio do caminho quem realmente quer fazer a diferença.

Este impresso já trouxe inúmeras matérias retratando a vida pessoal e profissional do professor Itamar Xavier de Camargo, um cidadão com uma história ímpar de superação. Um exemplo a tantos. Ou a todos! E, sem ter medo de ousar, quer sempre mais e ir além.

Tanto é que sonhos e projetos não param e mais um está em andamento. Ele, juntamente com outros colaboradores e voluntários, querem montar um mosaico com um milhão de tampinhas de garrafas pet e, assim, bater o recorde mundial. A intenção é compor uma imagem alusiva ao nascimento, morte e ressurreição de Jesus Cristo, aproveitando o momento pascal que se aproxima. E o bacana disso tudo, é que todos podem participar. Todos podem colaborar e ajudar os envolvidos a chegarem a esta conquista.

A montagem do material está prevista para ser iniciada no dia 19 de abril, Sexta-Feira Santa. Até o momento, foram arrecadadas 300 mil tampinhas. Ou seja, ainda falta muito para chegar ao projetado.

É aí que entra a empatia. A disponibilidade em ajudar o próximo. A vontade em também fazer a diferença e ter seu papel e colaboração na arte, na cultura. Na destinação correta com o lixo. Colaborar com o meio ambiente. Mostrar aos pequenos que é possível fazer a diferença. No processo de reciclagem, que além de preservar o meio ambiente também gera riquezas. Ele contribui para a diminuição significativa da poluição do solo, da água e do ar.

O lixo pode ser transformador na vida de alguém e a arte e cultura podem levar as pessoas a lugares mágicos. Faça sua colaboração. Junte as tampinhas e doe a esta ação ímpar, com valor cultural, histórico e ambiental altíssimo.