Sérgio Borges - Embora triste, Giovana escolheu se privar do campeonato para uma boa recuperação

Foto: Sérgio Borges - Embora triste, Giovana escolheu se privar do campeonato para uma boa recuperação

VELOCISTA

Lesão no tendão de Aquiles tira Giovana Santos de campeonato

Apesar de inicialmente ter ficado muito triste, a jovem diz que fez a melhor escolha para que possa estar 100% para a próxima competição

  • 17/07/2019 06:47
  • OSLAINE SILVA - Da Redação

Por conta de uma lesão no tendão de Aquiles, a velocista prudentina Giovana Rosália dos Santos, de 18 anos, que correria os 400 metros no Pan-Americano de Atletismo Sub-20, em San José, na Costa Rica, está fora da competição.

Apesar de inicialmente ter ficado muito triste, a jovem diz que fez a melhor escolha para que possa estar 100% para a próxima competição, que será no final de agosto para setembro, no Troféu Brasil, em Bragança Paulista, principal competição adulta. “Em se tratando de dor, nós atletas somos muito teimosos. Mesmo sentindo dor não queremos parar e continuamos treinando até o ponto de se tornar insuportável. E aí, não dá mais mesmo para continuar. E foi o que aconteceu comigo. Comecei com um incomodozinho no tendão, achei que fosse resultado do treino do dia anterior. Continuei forçando, não reclamei com meu treinador nem nada, até que amanheci com uma dor insuportável”, lembra a velocista.

Nesse dia, Giovana não foi treinar, mas direto ao ortopedista, que pediu uma ressonância só para ter a certeza de que era uma inflamação que merecia cuidados especiais e, principalmente, de tempo. O que foi comprovado. “Graças a Deus já está bem melhor. Mas como é algo que demora a desinflamar totalmente, preferi não ir para o Pan, ter uma recuperação total para não correr o risco de inflamar novamente, acabar rompendo e comprometer o resto do meu ano. Foi uma escolha muito difícil, porque eu estava treinando desde o final do ano passado, porque eu também não corri bem no Mundial, por conta de uma fratura no pé esquerdo. Treinei bastante visando o Pan, mas precisava desse tempo para cuidar da minha saúde”, afirma.