Visitações Lazer movimenta munícipios da região de Prudente

 12/11/2017  - ANDRÉ ESTEVES - Da Redação

A A A

O turismo de lazer é o carro-chefe de muitas cidades da região de Presidente Prudente. Um dos principais exemplos é Presidente Epitácio, considerada a única estância turística do oeste paulista. De acordo com o titular da Secretaria de Turismo local, Frank Celestino de Oliveira, o município dispõe de cerca de 2,2 mil leitos, entre hotéis e pousadas, e mais de 100 casas e rancho de aluguel, que contam com mais 700 leitos, totalizando em torno de 2,9 mil acomodações. Com base em pesquisas referentes aos últimos 12 meses, os meses de alta temporada são setembro, outubro, novembro, dezembro, janeiro, fevereiro e julho, com uma ocupação média de 87% nos meios de hospedagem, contra aproximadamente 35% nos meses de baixa temporada.

A partir da análise desses dados, estima-se uma média de 160 mil turistas por ano. “Isso sem levar em consideração as pessoas que se hospedam em ranchos e casas de aluguel, pois não temos ainda o levantamento dessas informações”, explica. Frank ainda esclarece que em determinadas datas, como dezembro, janeiro e julho, o número de turistas que ficam na casa de familiares chega a 50 mil pessoas, somando, desta forma, 210 mil turistas na cidade anualmente. “Há ainda os excursionistas, que são as pessoas que visitam Epitácio para passar o dia, seja para fazer um passeio de barco, almoçar em restaurantes, participar de eventos, praticar pesca, entre outros. Em uma estimativa baixa, são 35 mil por ano”, considera.

Frank destaca a verba de R$ 1,7 milhão proveniente do Dadetur (Departamento de Apoio ao Desenvolvimento das Estâncias Turísticas), que será aplicado na revitalização da Orla Fluvial.

 

Contato com a natureza

Já Martinópolis conta com a Represa Laranja Doce, que, conforme a Assessoria de Imprensa da Prefeitura, com base em seu Plano Municipal de Turismo, surgiu em 1930 em virtude de um lago formado pela construção da barragem para geração de energia. O local dispõe de um espelho d’água de 60 alqueires, apropriados para a prática de esportes como natação, caiaque, pesca, lazer com pedalinho, entre outros esportes náuticos. Um levantamento realizado pela administração de janeiro a setembro de 2016 mostrou que, nesse intervalo de tempo, 111.826 veículos passaram pelo pedágio da represa, ao passo que, no mesmo período de 2017, o número saltou para 121.257.

Em Teodoro Sampaio, são inúmeros os atrativos turísticos apontados pelo diretor de Turismo, Eliel Alves da Silva, entretanto, o de maior destaque é o Parque Estadual Morro do Diabo, que já recebeu este ano aproximadamente 25 mil visitantes. Segundo informações disponibilizadas pelo titular, o “bom estado de conservação” da área de quase 34 mil hectares de mata atlântica de interior possibilita a manutenção de importantes espécies de fauna, inclusive algumas ameaçadas de extinção, como anta, queixada, bugio, puma e onça-pintada, bem como uma das espécies de primatas mais ameaçadas do mundo – o mico-leão-preto –, que encontra ali refúgio para a sua maior produção livre. Estima-se um total de 1,2 mil indivíduos desta espécie no local.

Em termos de infraestrutura turística, o parque dispõe de um centro de visitantes com auditório, banheiros, salas, um museu natural com espécies locais e hospedarias com refeitório e quiosques para piquenique e capacidade para receber 40 visitantes e pesquisadores. “Além da sede, o grande atrativo do parque são as trilhas guiadas realizadas em meio à mata atlântica que merecem atenção especial por possuírem características próprias mais próximas a um produto turístico conformado”, pontua.

Comentário