Cotidiano

Jornais locais lideram ranking de confiança

Estudo realizado na Inglaterra pela empresa global de pesquisa de mercado YouGov concluiu que os veículos de jornalismo locais e regionais lideram o ranking de confiança do público, com 74% dos entrevistados concordando que acreditam mais nas notícias e informações que leem nesses veículos em relação a outros meios. Os jornais regionais, seja televisão, rádio ou impresso, transmitem melhor a mensagem de alguma notícia específica de uma localidade e, “por conversarem exatamente com um público daquela cidade, região ou bairro, transmitem mais credibilidade”, de acordo com relato a respeito assin

  • 24/10/2018 04:30
  • Contexto Paulista

Jornais locais lideram

ranking de confiança

Estudo realizado na Inglaterra pela empresa global de pesquisa de mercado YouGov concluiu que os veículos de jornalismo locais e regionais lideram o ranking de confiança do público, com 74% dos entrevistados concordando que acreditam mais nas notícias e informações que leem nesses veículos em relação a outros meios. Os jornais regionais, seja televisão, rádio ou impresso, transmitem melhor a mensagem de alguma notícia específica de uma localidade e, “por conversarem exatamente com um público daquela cidade, região ou bairro, transmitem mais credibilidade”, de acordo com relato a respeito assinado por Rodrigo Oliveira, analista de marketing do site brasileiro Comunique-se. “Obviamente que uma notícia publicada num grande veículo de comunicação de âmbito nacional tem um impacto significativo, mas ainda assim a repercussão ou confiança no noticiário local é maior”, diz ele.

 

A vantagem da mídia local

O estudo “fornece evidências mais convincentes de um ressurgimento da confiança nos meios de comunicação tradicionais, com a mídia local liderando o caminho, à medida que o público se torna cada vez mais consciente dos perigos associados às plataformas sociais e notícias falsas”, declarou Craig Nayman, presidente da organização Local Media Works, que encomendou o trabalho. “No clima atual, a confiança é um prêmio e os anunciantes grandes e pequenos devem reconhecer as vantagens claras de parceria com a mídia local para se comunicar com o público em um ambiente seguro, confiável e altamente efetivo”. O levantamento foi realizado em fevereiro deste ano, com uma amostra de 2131 adultos maiores de 18 anos.

 

Confiança nas marcas tradicionais

“Conforme demonstrado nos dados desta pesquisa, a confiança nas mídias sociais como fonte de notícias é particularmente baixa, seguida de buscas gerais na Internet, enquanto a confiança nas marcas de notícias estabelecidas é muito maior”, acrescentou Justin Marshall, diretor do Setor de Mídia e Tecnologia da agência YouGov.

 

“Deserto de notícias”

Um em cada cinco brasileiros vive em municípios que não possuem jornais e sites de notícias locais ou emissoras de TV e rádio. O “deserto de notícias” corresponde a pouco mais da metade dos municípios brasileiros, onde vivem 40 milhões de pessoas que não estão servidas por cobertura jornalística local. Esta é a conclusão do Atlas da Notícia, projeto lançado em agosto de 2017 pelo Projor (Instituto para o Desenvolvimento do Jornalismo) em parceria com a agência de jornalismo de dados Volt Data Lab, e que conta com financiamento do Facebook.

 

Franquias rumo ao interior

Interior - essa é a direção do setor de franquias para expansão de marcas e unidades em todo o país, segundo publicação desta semana do DCI (Diário do Comércio e Indústria). Entre os principais aspectos que influenciam os empresários a ampliar suas operações no interior, segundo a matéria, está o custo de vida mais baixo e o surgimento de ambientes mais seguros para a inauguração das novas lojas. De acordo com um estudo realizado pela ABF (Associação Brasileira de Franchising), São Paulo é o Estado com o melhor índice de interiorização de franquias.

 

Shoppings também

Segundo a Abrasce (Associação Brasileira de Shoppings Centers), do total de empreendimentos inaugurados há dois anos, cerca de 78% estão localizados fora das capitais. A abertura de novos negócios no interior envolve investimentos mais baixos, quando comparados, por exemplo, aos grandes centros urbanos e capitais, na opinião do setor. Na mesma linha de raciocínio, o franqueado consegue viver com menos renda, viabilizando mais rapidamente o negócio.

 

Boas rodovias

Pesquisa divulgada pela CNT (Confederação Nacional dos Transportes) aponta que, pelo 15º ano consecutivo, as melhores rodovias do país são estaduais paulistas. A Rodovia dos Bandeirantes (SP-348) é considerada a melhor rodovia do país pelo sétimo ano consecutivo. Em segundo lugar, aparecem as rodovias Dom Pedro 1º e a SP-340, que formam a ligação Campinas-Jacareí, e em terceiro a SP-225, que liga Bauru a Itirapina. No ranking, 18 das 20 melhores rodovias do país são concessões estaduais paulistas fiscalizadas pela Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo). Dos 107,1 mil quilômetros de rodovias avaliados, a malha paulista é a melhor do Brasil, com 78% de sua extensão classificada como ótima ou boa.

 

Importância

A importância de uma malha viária em boas condições está diretamente ligada a segurança, economia e também ao meio ambiente. De acordo com a CNT, as más condições do pavimento das rodovias representam acréscimo médio do custo operacional do transporte da ordem de 26,7%.