Divulgação/Sérgio Borges/Nofoco - Jerusa e seu guia Gabriel seguem com treinamento forte

Foto: Divulgação/Sérgio Borges/Nofoco - Jerusa e seu guia Gabriel seguem com treinamento forte

ALÉM DOS OLHOS

Jerusa “encara” Nacional Caixa antes de Parapan

  • 10/08/2019 09:22
  • OSLAINE SILVA - Da Redação

A emoção vem tomando conta dos brasileiros no Pan-Americano que é realizado desde o dia 26 de julho, em Lima, no Peru. Os atletas de inúmeras modalidades estão dando show, superando seus limites e expectativas próprias com medalhas e mais medalhas de ouro, prata e bronze, a cada dia. E, a partir de 23 de agosto essa emoção se torna ainda mais especial com os Jogos Parapan-Americanos! De acordo com o site www.cpb.org.br, do CPB (Comitê Paralímpico Brasileiro), uma delegação recorde representará o país com 512 integrantes, sendo 337 atletas. E para alegria de Presidente Prudente e região, teremos a multicampeã Jerusa Geber dos Santos (atletismo), 37 anos, um dos destaques do atletismo paralímpico, tendo como seu guia Gabriel Aparecido dos Santos Garcia. Além, do atleta prudentino do Sesi-SP, Rogério Júnior Xavier de Oliveira que também estará em Lima competindo no parabadminton - simples, SL4. Vale a torcida por nossos atletas!

Garra é o que não falta para Jerusa! Antes de embarcar para o Peru, hoje e amanhã ela estará no CT (Centro de Treinamento) Paralímpico, em São Paulo, onde corre nos 100 e 200 m (metros) na 2ª Etapa Nacional Caixa Brasil Loterias Caixa de Atletismo. “Essa competição é bem importante também por ser uma oportunidade a mais para tentarmos alcançar o índice que precisamos para o mundial, em novembro, em Dubai. E com certeza é um esquenta para os jogos Parapan-Americanos. Nosso treinamento segue bem intenso, juntamente com meu #TimeDaJerusa, de segunda a sexta-feira, entre treinos de pista e academia até meu embarque”, conta a atleta.

Jerusa, que vem de dois ouros dos 63º Jogos Regionais, em Assis, afirma estar confiante para o Parapan, uma vez que vem melhorando a cada competição, inclusive na última conseguiu a melhor marca de sua vida nos 200 m - tempo 25"38 e 12.30 nos 100 m.

“A gente sempre se prepara para tentar fazer o melhor... Se o meu melhor render uma medalha de ouro no Parapan será maravilhoso! E comemorarei muito com meu time”, pontua a corredora ressaltando o quanto o esporte paralímpico, de modo geral, vem crescendo a cada ano.

E sobre o time feminino configurar 38% da delegação brasileira, ela exalta que “isso demonstra que nós mulheres estamos nos empenhando cada vez mais e podemos comemorar que dessa vez seremos ainda mais representadas!”, exclama a atleta.

Esporte e vida

Bronze, em Pequim (2008), na China, na prova dos 200 m 2008, “essa foi a mais importante para mim. Por ter sido a minha primeira Paralimpíada, pelo reconhecimento, as oportunidades que vieram depois dessa medalha e nos ajudou muito! Olha, foi um terceiro lugar mais importante do mundo! Com um valor indescritível!”, afirma Jerusa, que ainda carrega no pescoço prata nos 100 e 200 m, em Londres, na Inglaterra. Prata nos jogos do Rio 2016 – fez parte da equipe no revezamento 4x100. Oito medalhas em mundiais: 1 ouro e 7 pratas.

SAIBA MAIS

Os Jogos Parapan-Americanos são o maior evento do continente. Lima 2019 promete organizar a mais grandiosa edição de todos os tempos, com a participação de aproximadamente 1.890 atletas, de 33 países, em 17 modalidades: atletismo, basquete em cadeira de rodas, bocha, ciclismo, futebol de 5, futebol de 7, goalball, halterofilismo, judô, natação, rúgbi em cadeira de rodas, parabadminton, parataekwondo, tênis em cadeira de rodas, tênis de mesa, tiro esportivo e voleibol sentado.