Instituto Edespp amplia atendimentos em 2018

esporte

| JULHIA MARQUETI - Especial para O Imparcial

Com o principio de proporcionar o desenvolvimento motor global das crianças e o aprendizado das modalidades basquete e handebol, trabalhando paralelamente com a educação e a socialização, o Instituto Edespp (Instituto de Excelência Desportiva de Presidente Prudente), que existe dentro do projeto Cidadescola desde o ano passado, passa por mudanças neste ano. E a principal delas é a ampliação dos atendimentos, com o acolhimento de 12 escolas municipais, o que deve representar aproximadamente 1,3 mil alunos.

Além do aumento no número das escolas participantes, há também a implantação de um novo sistema de avaliação das crianças, segundo o coordenador Péricles Batista de Menezes Júnior. “Estamos implantando a avaliação dos alunos com testes antropométricos de peso e altura, assim teremos um acompanhamento mais adequado podendo proporcionar o encaminhamento do aluno que for necessário para o bem estar saudável”, explica.

Com um ano e um mês de existência, o projeto coloca como principal objetivo os valores inseridos no esporte, que serão apresentados durante todos os dias para aqueles que o integram. “Esses ensinamentos das quadras são levados para o dia a dia, ajudando no desempenho escolar e melhorando o convívio familiar”, conta outro coordenador do instituto, David Telles.

Para ambos, a grande realização está cada dia mais próxima de acontecer, que é levar os esportes para o maior número de crianças e adolescentes. “Se Deus quiser, nos próximos anos vamos conseguir organizar as equipes de competição e federá-las pra que o basquete e o handebol de Presidente Prudente tenham nas respectivas federações representantes reais, com atletas prudentinos em seus quadros”, vislumbra David Telles. Mesmo sem conseguir realizar este desejo 100%, Péricles Júnior lembra que Prudente já conta com bons representantes do projeto em competições. “Hoje temos nas equipes de competições do handebol vários alunos que saíram do projeto e isso pra nós é muito gratificante e satisfatório”, comenta.

Dentro do programa Centro de Treinamento Unimed/Semepp/Instituto Edespp, entre as modalidades basquete e handebol abrigaram em 2017 700 alunos, divididos entre turmas de iniciação e treinamento. Contando com a ajuda da Unimed, os coordenadores ainda procuram parceiros que possam fortalecer as ações, a fim de levar o esporte sócio-educativo para mais crianças e adolescentes, acrescentando a vida deles valores como ética, respeito ao próximo, disciplina, cooperação, engajamento, superação e solidariedade.

Comente com o editor

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste