Indústria lança primeiro ônibus elétrico híbrido 100% nacional

  • 28/09/2019 05:16
  • Contexto Paulista

A fabricante de ônibus Eletra, de São Bernardo do Campo, acaba de exibir o seu ônibus elétrico híbrido com tecnologia 100% brasileira, um ano após o início do projeto. O veículo é inovador para o transporte público sustentável. A apresentação se deu na quarta-feira, durante o Congresso Brasileiro de Mobilidade Urbana na capital. O Ônibus Elétrico Híbrido DualBus 15m é um veículo de tração elétrica alimentado por duas fontes de energia – banco de baterias e grupo motor-gerador a diesel ou a biocombustível – que podem operar em modo conjunto ou independente. A tecnologia permite que um GPS desligue o grupo gerador quando entrar em uma área de zero emissão de poluentes, por exemplo. Essas áreas de restrições são tendência no mundo todo. No município de São Paulo, os veículos que atendem o transporte público deverão reduzir as emissões de dióxido de carbono (CO2) em 50% no prazo de dez anos e 100%, em 20 anos.

Pioneira no ABC

A Eletra é a única empresa com capital 100% nacional especializada na produção de ônibus elétricos. É pioneira na fabricação de ônibus elétricos no Brasil, desde 1988. Em março de 2019, a empresa contava 400 veículos em operação, a maioria deles circulando na cidade de São Paulo e região metropolitina. Argentina e Nova Zelândia já fizeram encomendas. A companhia também fabrica os trólebus que circulam no Corredor Metropolitano ABD.

Em Piracicaba

A Fatec de Piracicaba participa, ao lado da Prefeitura de Piracicaba e da Via Ágil, concessionária responsável pelo transporte coletivo do município, do projeto experimental “B20 – Piracicaba no Caminho da Sustentabilidade”. Ao longo de um semestre, seis ônibus do município circularão com a adição de 20% de biodiesel no diesel. Outros seis veículos, chamados de “sombras”, utilizarão 11% de biodiesel nos tanques de combustível e farão parte de um grupo de controle para comparar a emissão de gases nas duas propostas.

No Vale

A economia da Região Metropolitana do Vale do Paraíba gerou 2.085 empregos no mês de agosto. É o melhor resultado dos últimos cinco anos e sete meses. Trata-se do segundo mês consecutivo gerando novas vagas.

Flores

A região de Holambra, que já é responsável por 45% do mercado brasileiro de flores e plantas, poderá aumentar a sua participação para 65% com a inauguração de um novo centro de comercialização, o Ceaflor. O espaço reúne 350 empresas e vai gerar a abertura de 1.800 novos postos de trabalho.

Orçamento em debate

Na sexta-feira, a Assembleia Legislativa promoverá audiência pública em Sorocaba sobre o orçamento estadual de 2020 a ser votado em dezembro. Emendas para aplicações locais e regionais poderão ser sugeridas. Será às 11h, na Câmara Municipal.

Chocolate no Alto Tietê

A multinacional Mars Wrigley no Brasil inaugurou esta semana a sua fábrica em Guararema, no Alto Tietê. A planta recebeu R$ 500 milhões. Considerada uma das maiores empresas de alimentos do mundo, a Mars possui unidades em Mogi Mirim e Descalvado.

Wi fi na estrada

A malha rodoviária concedida do Estado de São Paulo acaba de ganhar mais 299 quilômetros com cobertura wi-fi para atendimento aos motoristas, totalizando 934 quilômetros de vias servidas pela tecnologia. O avanço é resultado do início de operação da rede sem fio em mais um trecho de rodovias na região de Ribeirão Preto.

Marcha lenta

A não marcação de leilões de veículos em pátios do Detran (Departamento Estadual de Trânsito) gera reação da Aguisp (Associação das Empresas de Guinchos do Interior de São Paulo). Desde o início do ano, o órgão realizou um único leilão de veículos na capital. Sem leilão, não há giro de carros no pátio e o setor se sente afetado. O novo ritmo, segundo a entidade, estaria provocando prejuízos também para o próprio Estado segundo o presidente da entidade, Amilton Pires Pereira.

“Via rápida”

Lei de 2015, sancionada pelo então governador Geraldo Alckmin, fixa a chamada “via rápida”, em que o veículo apreendido pelo Detran deverá ser levado a leilão público, caso não seja reclamado por seu proprietário em até 60 dias, exceto os que possuem pendência judicial.

Gastronomia do interior

São Carlos dará a largada, na quarta-feira, a um festival de gastronomia que mobilizará 16 regiões no Estado de São Paulo. O programa foi criado para selecionar de forma competitiva receitas culinárias típicas regionais. O objetivo é celebrar a identidade, a potência e a diversidade da gastronomia de São Paulo, segundo a Secretaria de Cultura e Economia Criativa Estadual. No mês de outubro, serão promovidas as seleções dos pratos e o mapa da gastronomia paulista será lançado no Memorial da América Latina, em evento de 24 a 27/10.

Turismo religioso

A Festa do Padroeiro, de Bom Jesus dos Perdões, que ocorre anualmente entre os dias 28 de julho e 6 de agosto, fará parte do calendário oficial de eventos estaduais a partir de 2020.

Segurança

O interior do Estado encerrou agosto com os melhores indicadores de violência desde 2011, segundo a Secretaria de Segurança Pública do Estado.