Imprudência no trânsito ainda faz inúmeras vítimas diariamente

06/03/2018 11:53:20

Enquanto existir a imprudência, infelizmente, este espaço trará textos e reflexões sobre acidentes de trânsito, algo tão “comum”, que faz parte da rotina de trabalho dos meios de comunicação e é pauta para longas conversas de rodas entre amigos. Diariamente, acidentes viram notícia e, na maioria das vezes, ocasionado por algum “deslize” humano.

O ser humano é tão inteligente, mas se limita a entender as consequências de um ato errado atrás de um volante. Se sente tão superior, porém, não pensa quando está sob a ação do álcool. Sabe dirigir, tem habilitação, no entanto, é incapaz de compreender que ali não se pode ultrapassar ou andar a mais de 100 quilômetros por hora. Grande parte dos acidentes ocorre por falta de respeito ao trânsito e, consequentemente, à própria vida e à vida do próximo.

Conforme matéria veiculada neste diário no domingo, os números de autos de infrações aplicados por embriaguez ao volante nos 21 municípios que compreendem o 18º BPM/I (Batalhão de Polícia Militar do Interior) cresceram 6,92% entre 2016 e 2017, uma vez que passaram, respectivamente, de 289 para 309. De acordo com a Polícia Militar, programas de conscientização são desenvolvidos com a intenção de apresentar as consequências da infração e que objetivam a diminuição nos casos. A lei é rigorosa, mas as pessoas não têm medo e, infelizmente, continuam com a tão temida combinação bebida e direção.

A fiscalização existe. No entanto, grupos de WhatsApp avisam quando as blitz estão montadas e motoristas “com culpa” desviam rota, se achando superiores e mais inteligentes, quando, na verdade, colocam em risco a vida inocente de tantas pessoas enquanto dirigem alcoolizados, ou sem respeito algum a qualquer outra lei de trânsito.

Quando se fala em acidente de trânsito, às vezes as pessoas só pensam em rodovias. Mas o 18º BPM/I registrou 5.123 acidentes de trânsito no perímetro urbano em 2017, média de 14,35 casos/dia. Então, os cuidados vão além das pistas. Precisam estar evidenciados em todos os locais onde existe trânsito. É preciso cautela, sempre, em todos os campos, seja você motorista ou pedestre. É preciso colocar a mão na consciência e saber que um carro é uma arma quando mal utilizado. Há vidas sendo ceifadas por irresponsabilidade do outro. Esses dados de acidentes precisam ser zerados para que reine a paz no trânsito.

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste