INQUÉRITO

IML aponta lesões em corpo carbonizado de professor

Segundo a Polícia Civil, nas regiões da cabeça e do pescoço foram observadas marcas que, aparentam ser de perfurações

  • 30/05/2019 17:37
  • ROBERTO KAWASAKI - Da Redação

A Delegacia de Polícia Civil em Rancharia instaurou inquérito para investigar as circunstâncias da morte do professor de línguas, David Juliano Rodrigues, 45 anos. A vítima foi encontrada carbonizada ao lado do veículo na tarde de ontem, na área de canavial do município. Conforme a investigação, a suspeita é de que possa ter ocorrido crime de homicídio, uma vez que foram encontradas lesões no cadáver.

Conforme o delegado assistente, Arlindo Ribeiro dos Santos, o IML (Instituto Médico Legal) verificou que no corpo do professor havia ferimentos provocados por outros motivos, não provenientes da queimadura. Apenas nas regiões da cabeça e do pescoço, foram observadas marcas que, segundo o delegado, aparentam ser de perfurações. “Estamos vasculhando a cidade, em busca de filmagens que possam ter registrado o percurso feito pela vítima”, informa a autoridade. 

Depois de registrado o crime, algumas testemunhas chegaram a ser ouvidas pelos investigadores, no entanto, afirmaram não terem visto David nos momentos que antecederam a morte. Diante da falta de informações colhidas, a investigação ainda não conseguiu chegar a possíveis suspeitos. “O que se sabe é que populares acionaram a Polícia Militar que verificou que o corpo estava carbonizado ao lado do veículo VW/Fox 2019, da cor branca. O carro estava queimado”.

Afastado da família

David Juliano Rodrigues era solteiro, não tinha filhos e morava sozinho em Rancharia. Conforme a Polícia Civil, por motivos pessoais ele estava “um pouco afastado” da família que não percebeu a ausência do professor até ser informada pelos policiais para reconhecer o cadáver. “A face estava intacta, e os membros inferiores também. De qualquer forma, requisitamos o exame de DNA como prova absoluta da identidade, e liberação do corpo para o sepultamento”, explica.