AI do HR - Equipes de todo o país se descolaram para PP, na manhã de ontem, para os procedimentos

Foto: AI do HR - Equipes de todo o país se descolaram para PP, na manhã de ontem, para os procedimentos

INUSITADO

Hospital Regional realiza “rara” captação simultânea de órgãos

Médicos de todo o país retiraram, de dois doadores, dois pulmões, dois fígados, quatro rins e quaro córneas. Foi o terceiro caso de pulmão captado na unidade

  • 09/05/2019 21:17
  • GABRIEL BUOSI - Da Redação

O HR (Hospital Regional) Doutor Domingos Leonardo Cerávolo de Presidente Prudente realizou, na manhã de ontem, uma ação que, conforme a unidade, pode ser considerada como rara. É que equipes de diversos lugares do Brasil se descolocaram ao oeste paulista para a captação múltipla de órgãos, de forma simultânea, de dois doadores da região. “Sabemos o quanto é difícil conseguir uma doação múltipla e o fato de termos dois casos ao mesmo tempo é visto como inusitado e pode demorar muito para ocorrer novamente”, informa o coordenador de transplantes da unidade de saúde, Renato Ferrari. As doações de ontem devem beneficiar até 12 pessoas. 

As cirurgias foram feitas nas salas do HR, com duração aproximada de quatros horas, de forma que os doadores foram um homem de 44 anos, vítima de um trauma, e de cidade inicialmente desconhecida, e uma mulher de 46 anos, da cidade de Pauliceia, vítima de um AVC (acidente vascular cerebral). “Como são duas operações, precisamos de uma logística diferenciada para que tudo saísse conforme o esperado, mas sabemos que será um sucesso a retirada e posterior encaminhamento aos receptores”, lembra Renato.

Para tanto, as equipes formadas por aproximadamente 50 pessoas precisam realizar ambos os procedimentos em tempo específico, de forma que o coordenador de transplantes da unidade lembra que os envolvidos precisam, por exemplo, retirar o pulmão e recolocá-lo no receptor em até quatro horas e o fígado em até seis horas. “Os fígados vão para São José dos Campos, o pulmão para São José do Rio Preto, rins para Marília e as córneas retiradas para o próprio HR”. Ao todo, foram dois pulmões, dois fígados, quatro rins e quaro córneas. “É o terceiro caso de pulmão captado no Hospital Regional”.

Nas últimas semanas

Este diário noticiou na última semana de abril que outro hospital da cidade, a Santa Casa de Presidente Prudente realizou a terceira captação de múltiplos órgãos dentro de 15 dias. Naquela data, o doador foi um homem de 44 anos que teve um traumatismo cranioencefálico grave em decorrência de uma queda e que estava internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) Coronariana da instituição. A retirada dos rins foi executada pela equipe de transplantes e captações do hospital.Aquele caso foi o terceiro do mês na santa casa. No dia 13 de abril foram captados córneas, fígado e rins de uma mulher de 50 anos, que teve um AVCH (acidente vascular cerebral hemorrágico). Já no dia 24, o doador foi um homem de 57 anos, que também morreu de AVC hemorrágico e destinou fígado e rins. No total, oito pessoas que esperam por um transplante foram contempladas.