José Reis - Apesar do problema, assistência aos pacientes do Hospital Estadual foi garantida, expõe a Secretaria de Estado da Saúde

Foto: José Reis - Apesar do problema, assistência aos pacientes do Hospital Estadual foi garantida, expõe a Secretaria de Estado da Saúde

REPARO FEITO

Hospital Estadual tem abastecimento de água normalizado

Vazamento nos canos de distribuição foi constatado às 18h de terça-feira; conforme Estado, assistência aos pacientes foi garantida

  • 20/09/2019 05:19
  • WEVERSON NASCIMENTO - Da Redação

Após aproximadamente 41h de dificuldades com a ausência de água no Hospital Estadual Doutor Odilo Antunes de Siqueira, em Presidente Prudente, a unidade teve o reabastecimento regularizado. Conforme a Secretaria de Estado da Saúde, a equipe de manutenção e técnicos da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) foram acionados prontamente para localização do vazamento nos canos de distribuição de água, constatado às 18h de terça-feira. O abastecimento, por sua vez, foi normalizado ontem por volta das 10h, segundo a pasta.

A reportagem procurou a Sabesp para saber o que ocorreu no local e quais medidas foram tomadas. Em nota, a estatal respondeu que foi informada na terça sobre a falta d'água e enviou três caminhões-pipa para abastecer o hospital. “Uma equipe da companhia foi ao local e constatou que o abastecimento até o imóvel estava normal e que o problema se tratava de um vazamento interno. Na manhã desta quarta, os técnicos da Sabesp localizaram o vazamento e avisaram a unidade hospitalar que deveria providenciar o reparo”.

O caso chamou atenção após repercussões de que a falta de água teria prejudicado os atendimentos. Quanto à operação dos serviços, a Secretaria de Estado da Saúde informou que, durante o ocorrido, a assistência aos pacientes foi garantida e foram retomados os atendimentos no pronto-socorro na tarde desta quarta-feira. No entanto, os cinco pacientes internados foram atendidos com água mineral, sem prejuízos no atendimento. Os casos que necessitaram de procedimentos ou internação, contudo, foram encaminhados ao HR (Hospital Regional) Doutor Domingos Leonardo Cerávolo, até que o funcionamento do sistema hídrico fosse plenamente normalizado.