Daniel Teixeira/HRCPP - Em março, a unidade saúde iniciou os procedimentos de baixa complexidade

Foto: Daniel Teixeira/HRCPP - Em março, a unidade saúde iniciou os procedimentos de baixa complexidade

EXPANSÃO

Hospital do Câncer prevê realizar cirurgias de alta complexidade até dezembro

Inicialmente, procedimentos serão relacionados aos cânceres de mama e próstata; ala de internação também será inaugurada

  • 03/09/2019 04:02
  • THIAGO MORELLO - Da Redação

Em março deste ano, o HRCPP (Fundação Hospital do Câncer de Presidente Prudente) deu um passo importante nos 22 anos de história da entidade, ao iniciar pequenas cirurgias em quatro especialidades, como agir contra o câncer de pele, por exemplo. Mas até o final do ano, a ideia é dar um passo ainda maior. Na tarde de ontem, a unidade de saúde anunciou que deverá começar o procedimento de alta e média complexidade antes do novo ano começar. A princípio, a intenção é que a demanda seja relacionada aos cânceres de mama e próstata. Ademais, uma ala de internação também será inaugurada.

A situação coloca o hospital num patamar importante, o que é reconhecido pelo médico urologista e diretor clínico da unidade, Felipe de Almeida e Paula. Mas assim como reconhece isso, ele não deixa de destacar que alguns pontos ainda precisam ser decididos para que esse momento chegue. “Contratação de pessoal, compra de aparelhos, reuniões que vão decidir como tudo vai funcionar, são situações que ainda estão pela frente”, pontua.

Mas quando começar, a ideia também é iniciar um modelo de funcionamento. Ao ser questionado, Felipe não consegue precisar quantas cirurgias, por exemplo, poderiam ser realizadas inicialmente. Isso porque o médico explica que é difícil pensar numa quantidade. “Será um modelo conforme a demanda hospitalar. Pouco a pouco vamos vendo como isso acontece e, se possível, ir ampliando”, frisa. Hoje, os pacientes que passam por pequenos procedimentos ficam internados na Santa Casa de Misericórdia da cidade.

Aliás, ainda de acordo com o diretor clínico, é importante ressaltar que essa possibilidade só existe devido à ajuda das doações que são feitas pela comunidade, bem como o apoio físico e profissional da santa casa. “E pode chegar em um momento importante, fazendo alusão ao Outubro Rosa e ao Novembro Azul, indo ao encontro das especialidades iniciais: mama e próstata”, lembra.

Só neste ano, o hospital já realizou mais de 4 mil atendimentos, com um dos centros cirúrgicos mais modernos da região. E com o início das cirurgias e internações, ainda mais pacientes serão beneficiados com atendimento humanizado e próximo de casa, completa o hospital.

Credenciamento

Atualmente, o HRCPP ainda não possui o credenciamento ao SUS (Sistema Único de Saúde). Tal condição, como relatado pela unidade em abril, impossibilitava os atendimentos de média e alta complexidade (cirurgias e internações), por falta de recursos. Com os esforços realizados e ainda a serem feitos, o cenário muda por conta doa auxílio recebido e relatado.

Mas ainda assim não há previsão exata sobre o credenciamento total da unidade de saúde. À reportagem, Felipe argumenta que, uma vez o hospital chegando a tal patamar, “talvez o Ministério da Saúde possa enxergá-lo como um serviço mais estruturado e apto a receber a credencial”, ressalta.

Saiba mais

A instituição já realiza, desde 2015, atendimentos nos serviços de radioterapia; atendimentos ambulatoriais, desde 2017; e de quimioterapia - procedimento o qual o HRCPP assumiu a gestão em maio deste ano. Além disso, também são realizadas pequenas cirurgias - procedimentos ambulatoriais de menor complexidade - desde novembro de 2018.

Fonte: HRCPP