Weverson Nascimento - Gabriel: “Tenho 95% de chance de cura com a quimioterapia”

Foto: Weverson Nascimento - Gabriel: “Tenho 95% de chance de cura com a quimioterapia”

SERVIÇO ONCOLÓGICO

Hospital do Câncer acolhe 405 novos pacientes

Atendidos pela Santa Casa de Misericórdia, agora, recebem tratamento no HRCPP, que até então, possuía 475 outros usufruindo dos serviços de saúde

  • 03/05/2019 10:00
  • WEVERSON NASCIMENTO - Da Reportagem Local

Ontem o HRCPP (Hospital Regional do Câncer de Presidente Prudente) ampliou os atendimentos de quimioterapia e hormonioterapia, a qual eram terceirizados pela Santa Casa de Misericórdia de Presidente Prudente, unidade credenciada, em outras instituições oncológicas. Com a nova medida, 405 pacientes, já em tratamento, passam a receber atendimentos na unidade regional para o tratamento de câncer. Atualmente encontra-se em tratamento no HRCPP, 475 pacientes/mês, dependentes do SUS (Sistema Único de Saúde), sendo que a partir desta data passará a ser de 880 pacientes/mês. A capacidade total para o atendimento na quimioterapia, segundo dimensionamento realizado pelo hospital, é de 3.276 pacientes mensais.

Segundo a gerente de serviços oncológicos e hospitalares do HRCPP, Meire Mitidiero, 58 anos, o hospital já atendia a quimioterapia do credenciamento da santa casa. Desta forma, eram divididos 50% dos pacientes em tratamento de quimioterapia no Hospital Regional do Câncer e o restante em outro instituto oncológico. “Então, a partir de agora todos os pacientes dos SUS em tratamentos contemplados pela credora, serão atendido no hospital” expõe.

Na santa casa, que gere os serviços ambulatoriais de quimioterapia, a coordenadora de enfermagem assistencial, Adriana Boffi Oliveira, 40 anos, explica que a oportunidade será ótima porque ira centralizar todos os cuidados com o paciente oncológico em um mesmo local e que antes não existia essa possibilidade. “Geralmente, alguns pacientes não recebem alta dos serviços de quimioterapia, muitos ficam em acompanhamento por anos. Assim sendo, com esta medida, todos serão acolhidos em tratamento e também atendimento ambulatório médico em um só lugar, o que facilita para eles”, explica.

Estrutura

O Centro de Quimioterapia do HRCPP é composto por quatro salas com um total de 39 poltronas, assim distribuídas: 30 de quimioterapia adulto e nove de quimioterapia infantil e Capela de Fluxo Laminar para o preparo dos quimioterápicos e farmácia satélite.

Expansão

O hospital realizou a contratação de todos os funcionários da santa casa que atuavam em serviços prestados na estrutura física do HRCPP. No dia em que a contratação foi anunciada, o presidente do HRCPP, Francelino de Souza Magalhães, afirmou ser um “grande passo para as duas instituições, visto que a santa casa tem a experiência e o profissionalismo que o HRCPP precisa para crescer cada vez mais”.

A gerente de serviços oncológicos e hospitalares do HRCPP, explica que ao dobrar os números de pacientes tanto em tratamento quanto em ambulatório, foi necessário contratar mais profissionais de oncologia que ficarão de plantão para ajudarem no movimento de consultas e nas possíveis intercorrências no setor de quimioterapia. “Agora, contaremos com um corpo clínico de 33 médicos para demanda de atendimento de 45 municípios da regional (DRS-11 - Departamento Regional de Saúde de Presidente Prudente)”.

Novo atendimento

É com sorriso nos olhos que o professor Gabriel Felipe Bessegato, 28 anos, relata que era bem tratado na unidade que prestava atendimento antes da centralização, mas que sabia dos elogios das pessoas que passam por tratamento no HRCPP.  “Quando a gente pensa em hospital regional, pensamos que é um aglomerado de pessoas, uma bagunça como é em muitos hospitais, e quando você chega aqui e se depara com esta estrutura, tudo bonitinho, organizado, e as pessoas que atendem sempre com sorriso no rosto, é gratificante”, diz.

O jovem foi diagnosticado, no ano passado, com linfoma de hodgkin, após alguns procedimentos médicos. “Espero o melhor sempre. E eu sei que tenho 95% de chance de cura com o tratamento pela quimioterapia”, destaca.