Homicídio

Homem morre após ser golpeado com faca no coração em Adamantina

Polícia investiga o que teria motivado a agressão durante discussão; acusado foi preso e confessou o crime na manhã de hoje

ROBERTO KAWASAKI - Da Redação • 05/11/2018 16:05:00

Por volta de 21h50 de ontem, um homem de 42 anos foi morto após receber uma facada no coração, durante uma discussão ocorrida na Rua Santa Catarina, na Vila Industrial, em Adamantina. O acusado de cometer o crime, 36 anos, fugiu, mas foi preso na manhã de hoje e confessou o delito. A Polícia Civil investiga o que teria motivado a briga e ainda procura a arma utilizada no homicídio. Uma bandeira com manchas de sangue foi apreendida.

De acordo com a Polícia Militar, testemunhas relataram que estavam na residência de uma delas em companhia do suposto autor do crime. Em certo momento, foram a uma conveniência nas proximidades do endereço para comprar bebida e, no local, também estava outro homem que mais tarde seria a vítima do fato.

Conforme apurado pelo policiamento, ao retornarem para a residência, o acusado teria ido para o lado de fora “totalmente embriagado”, momento em que começou a se masturbar. Após o ato, por motivos desconhecidos, dirigiu-se até a calçada onde estava a vítima e deu um empurrão em seu peito, mandando-a embora.

 

Golpe no coração

Testemunhas relataram que diante da exigência, o homem obedeceu às ordens do acusado. Contudo, instantes depois retornou ao local em posse de uma barra de ferro e passou a agredir o autor que estava com uma faca na cintura. Durante a discussão, ele desferiu um golpe no lado esquerdo do peito do outro rapaz, o que atingiu o coração.

Quando a Polícia Militar chegou ao local dos fatos, encontrou a vítima ensanguentada, caída na sarjeta. Com a chegada da unidade de resgate do Corpo de Bombeiros, o homem recebeu os primeiros atendimentos médicos, no entanto, foi constatado o óbito.

Antes da chegada da polícia, o acusado entrou em seu veículo e fugiu do local, tomando rumo ignorado. Na manhã de hoje, ele foi localizado e confessou a prática do delito, contudo, a arma do crime ainda não foi localizada, apenas uma bandeira do Brasil com manchas de sangue que, conforme a polícia, foi utilizada pelo acusado para limpar as mãos.

 

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste