Grêmio Prudente e Osvaldo Cruz se encontram hoje

esporte

| JULHIA MARQUETI - Especial para O Imparcial

A ansiedade que toma conta dos treinamentos desde o começo de março termina hoje para os dois times da região. A partir das 16h, Grêmio Prudente e Osvaldo Cruz se enfrentam no Estádio Municipal Paulo Constantino, Prudentão. A partida, que inaugura o grupo 1 do Campeonato Paulista da Segunda Divisão, marca o início da temporada oficial para os dois clubes, que vão em busca de pontos para uma boa campanha e, quem sabe, não possam chegar a Séria A-3 estadual.

O treino do Grêmio Prudente, as vésperas do jogo principal, foi marcado por descontração, bola parada e muita conversa. Antes das atividades terem início, os jogadores tentavam espantar a ansiedade com música em alto volume no vestiário e muitas risadas. Mas na sala ao lado, o treinador Paulo Silva fechava o assunto que seria conversado com todos antes de o treino começar dentro de campo. Por meio de uma conversa teórica, o treinador explicou para os atletas algumas situações de jogo e posicionamentos. Logo depois o elenco foi levado ao gramado do CT (Centro de Treinamentos) Flávio Araújo, no Jardim Everest, onde os atletas treinaram bola parada e posicionamento para o jogo de hoje.

De acordo com o treinador, a expectativa é boa para este inicio de torneio, principalmente pelo que o elenco vem apresentando nos últimos dias. “Tive 30 dias de trabalho com muita positividade e trabalho intenso, em que os jogadores nos surpreenderam com a disposição, aplicação, superando dores musculares diante do forte calor, então isso foi muito importante. A expectativa e que comecemos o campeonato com o pé direito, conquistando uma grande vitória”, enfatiza. O plano de jogo que o treinador tem desde o começo do trabalho no Grêmio permanece o mesmo, que é o de jogar ofensivamente, sem querer esperar o outro time ou jogar no erro dele. “Nós temos um plano desde que chegamos, os jogadores assimilaram bem, embora, devido as inscrições, nós tivemos que trocar posições de vários atletas, mas o plano continua o mesmo, com três atacantes e assim vamos permanecer”, explica.

Sobre o adversário, o treinador não espera nada menos que um jogo difícil. “O Osvaldo Cruz é um time que vai exigir muito de nós. É uma equipe que vem com ritmo de jogo, bem entrosada com estes dois anos de trabalho seguidos”, comenta. Mesmo com todos essas características que fazem do Azulão um bom adversário, o técnico aposta na parte física do time prudentino e nas dimensões do Prudentão como trunfo para sua equipe. “Nós vamos jogar em casa, com as dimensões do campo, com a força da nossa preparação física, já que confiamos muito naquilo que trabalhamos até agora, dentro do plano tático, sendo um clássico e quem for ao jogo vai poder assistir uma grande partida de futebol”, afirma o técnico.

Em termos de público, o treinador cita que não espera mais que mil torcedores presentes. “Eu vejo que o publico em si está apreensivo com o que vai acontecer, então para início acredito que não passe disso. Após, de acordo com o que a equipe vai mostrar, os torcedores vão comparecer mais”, acredita.

 

Osvaldo Cruz

Pelo lado do Azulão, o treinador Luciano Baiano já está com o esquema e nome dos jogadores prontos. Apostando no esquema moderno do 3-4-3, o treinador vai com o goleiro Luciano Bahia, os três zagueiros Hiago, Matheus Silva e Matheus Arroz. No meio de campo estão presentes Denilton, Matheis Freire, Baiano e Marlos. Na frente, o ataque vai composto pelos três atacantes Alan Miranda, Pedro Felipe e Vitor.

Com a expectativa grande, o técnico espera mostrar dentro de campo o bom trabalho que foi feito durante o tempo de treinamento. “Esperamos concluir com bons resultados, porque foi feito da melhor maneira possível”, relata. Luciano Baiano aposta no bom desempenho e acredita que apenas o resultado vai poder dizer se o trabalho foi realmente bem feito. “No futebol, para uma equipe e para um treinador é resultado o que importa, não adianta nada trabalhar tanto e por fim ser derrotado”, enfatiza.

Resumindo a equipe com melhor qualidade técnica que o elenco da temporada passada, o treinador coloca como um problema, a falta de dinamismo de seus comandados. “Estou tentando introduzir isso, a divisão pede jogadores altamente competitivos”, cita. De acordo com ele, o que falta no Osvaldo Cruz, sobra no Grêmio Prudente. “Tive a oportunidade de vê-los treinar, percebi que são bem competitivos, que brigam pela bola o tempo todo. Podemos ter uma qualidade maior, mas este espírito vai fazer falta em jogo decisivo”, analisa

E para ele, isso fica claro quando o assunto é amistoso, pois ele considera que seu time não agradou neste quesito. “Espero que algo na estreia me agrade, e que possamos fazer um bom jogo. Arrumamos alguns problemas defensivos. O ideal é não tomar gol e atacar no momento certo”, afirma.

Comente com o editor

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste