Francisco e a misericórdia

  • 22/09/2019 04:29
  • Sandro Rogério dos Santos

Para o papa Francisco, a misericórdia não é uma palavra abstrata, mas um rosto para reconhecer, contemplar e servir. E assim o manifesta na Bula da Misericórdia com que convocou o Jubileu: “Jesus de Nazaré com a Sua palavra, com os seus gestos e com toda a Sua pessoa revela a misericórdia de Deus. N’Ele não há nada em que falte compaixão”. A seguir acrescenta: “a Sua Pessoa não é outra coisa senão Amor, um amor que se doa e oferece gratuitamente. Os sinais que realiza, sobretudo para com os pecadores, para com as pessoas pobres, excluídas, doentes e em sofrimento, levam consigo o distintivo da misericórdia”.

Em tempos de brutalidade difusa, de legalismos, ressentimentos e revides, sirvo-me de trabalho alheio citando dez frases do papa sobre o perdão e a misericórdia para viver melhor a fraternidade.

1. “Redescubramos as obras de misericórdia corporais: dar de comer aos famintos, dar de beber aos sedentos, vestir os nus, acolher os peregrinos, dar assistência aos doentes, visitar os presos, enterrar os mortos. E não esqueçamos as obras de misericórdia espirituais: aconselhar os indecisos, ensinar os ignorantes, corrigir os que erram, consolar os tristes, perdoar as ofensas, suportar com paciência as pessoas molestas, rezar a Deus pelos vivos e defuntos”. [Bula Misericordiae Vultus (MV), n.15]

2. “Comove-nos a atitude de Jesus: não escutamos palavras de desprezo, não escutamos palavras de condenação, apenas palavras de amor, de misericórdia, que convidam à conversão”. [Primeiro Angelus, 17/3/2013].

3. “Como é difícil muitas vezes perdoar! E, no entanto, o perdão é o instrumento colocado nas nossas frágeis mãos para alcançar a serenidade do coração. Deixar cair o rancor, a raiva, a violência e a vingança são condições necessárias para viver felizes”. [Mensagem para a 31ª JMJ 2016].

4. “O perdão é uma força que ressuscita para uma vida nova e infunde a valentia para olhar o futuro com esperança”. [MV, n.10].

5. “O sofrimento do outro constitui um apelo à conversão, porque a necessidade do irmão recorda-me a fragilidade da minha vida, a minha dependência de Deus e dos irmãos”. [Mensagem para a Quaresma 2015].

6. “Quanto desejo que (...) as nossas paróquias e as nossas comunidades, cheguem a ser ilhas de misericórdia no meio do mar da indiferença”. [Mensagem para a Quaresma 2015].

7. “A mensagem da Divina Misericórdia constitui um programa de vida muito concreto e exigente, pois implica as obras”.

8. “Ter um coração misericordioso não significa ter um coração débil. Quem deseja ser misericordioso necessita de um coração forte, firme, fechado ao tentador, mas aberto a Deus”. [Mensagem para a Quaresma 2015].

9. “Não se pode viver sem perdoar ou, pelo menos, não se pode viver bem, especialmente em família”. [Audiência geral, 4/11/2015].

10. “A misericórdia para a qual somos chamados abraça toda a criação que Deus nos confiou para sermos cuidadores e não exploradores, ou pior ainda, destruidores”. [Audiência geral inter-religiosa, 28/10/2015[.

Seja bom o seu dia e abençoada a sua vida. Pax!!!

ÚLTIMAS DO AUTOR

Dulce

  • 13/10/2019 06:10

Expectativas

  • 06/10/2019 04:47

Santos padroeiros

  • 29/09/2019 04:10
Sandro Rogério dos Santos

Sandro Rogério dos Santos

Sandro Rogério dos Santos é pároco do Santuário Diocesano Santa Teresinha do Menino Jesus e da Sagrada Face, situado no Jardim Maracanã, em Presidente Prudente.

Contato: padre@santuariosantateresinha.com

PUBLICIDADE