2ª EDIÇÃO

Fórum fomenta surgimento de "cidades inteligentes"

Gestores de 50 municípios estiveram presentes ontem em Presidente Prudente para uma série de atividades que objetivaram a apresentação de soluções tecnológicas

Prefeitura de Prudente - Encontro na Inova Prudente reuniu aproximadamente 50 cidades e 150 gestores Prefeitura de Prudente - Encontro na Inova Prudente reuniu aproximadamente 50 cidades e 150 gestores

A cidade de Presidente Prudente sediou durante todo o dia de ontem, na Inova Prudente, o 2º Fórum de Cidades Digitais do Oeste Paulista, promovido pela RCD (Rede Cidade Digital), em parceria com a Prefeitura local. Segundo a organização, a ideia é a de fomentar o surgimento de cidades inteligentes na região, já que o evento era direcionado a gestores públicos. “Socializamos boas práticas, pois os problemas enfrentados pelas prefeituras são semelhantes e as soluções, compartilhadas, surgem efeitos e agregam os municípios de dentro e fora da região”, afirma o secretário de Tecnologia da Informação de Prudente, Rogério Marcus Alessi. Sobre a situação local, o titular lembra que o município caminha para ser uma cidade digital e diz que isso só traz benefícios aos gestores e moradores.

Ainda conforme a organização, dentro dos objetivos estava ainda a promoção da interação, uma vez que com ela é possível levar informações que facilitam a adoção de iniciativas capazes de impactar positivamente no desenvolvimento regional, bem como apresentar ferramentas disponíveis para o uso inteligente das almejadas cidades inteligentes. “Durante o evento foram mostrados exemplos de como uma cidade digital melhora os seus serviços públicos nas mais diferentes áreas de sua gestão como a saúde, educação, arrecadação, segurança, entre outras”.

De acordo com Alessi, estiveram presentes cerca de 50 cidades, que somaram 150 representantes, quando foram socializadas as boas práticas, que podem trazer soluções aos problemas compartilhados. “Cidade digital é uma expressão que usamos para conceituar o uso da tecnologia como uma ferramenta de resolver problemas. Um exemplo é a disposição de um portal que permite o requerimento de serviços de forma online, ao invés da presença na Prefeitura”, salienta.

Ainda conforma o secretário, este exemplo já é aplicado em Presidente Prudente, com soluções que permitem maior engajamento com os munícipes, e que, como consequência, promove economia aos cofres públicos, além de representar uma prestação de serviços transparente e digitalmente acompanhada por todos. “Prudente caminha para ser um polo tecnológico, pois este é um processo que exige várias ações como infraestrutura, como é o caso da Inova Prudente, legislação, que já temos trabalhado em cima, envolvimento acadêmico e cultura empreendedora”.

Gestores presentes

O secretário de Desenvolvimento Econômico de Tupã, Marcos da Silva Zanelato, esteve presente no encontro e disse que havia participado de um fórum, em Assis, quando foram levados vários projetos e que trouxeram resultados positivos à administração. “Trouxemos uma equipe para que todos fossem atualizados e para vermos o que os municípios estão trazendo de soluções. Aprendemos muito, sem dúvida, e vimos que, mesmo sem recursos, conseguimos eliminar etapas de grandes processos e economizar tempo e dinheiro”, diz.

O secretário de Comunicação e Eventos de Garça, Fábio Bonassa, também foi ao encontro e lembrou da importância de se pensar e executar um processo de transformação para as idealizadas cidades digitais. “Em novembro, implantamos uma ferramenta digital na cidade, que melhorou nossa relação com os moradores. Neste curto espaço de tempo vimos que já conseguimos economizar 200 mil impressões e isso traz impactos financeiros positivos”, considera.