Polícia Militar - Materiais foram apreendidos em Prudente

Foto: Polícia Militar - Materiais foram apreendidos em Prudente

REINCIDÊNCIA NO CRIME

Força Tática prende rapaz que corrompia menores de idade para o tráfico de drogas

Na residência do acusado, a PM localizou cinco pedras brutas de crack, bem como dinheiro que seria proveniente do comércio de entorpecentes

  • 20/11/2019 10:15
  • ROBERTO KAWASAKI - Da Redação

A Força Tática da Polícia Militar, prendeu um homem em Presidente Prudente acusado por corromper menores de idade para o tráfico de drogas. Após denúncia de que o comércio de entorpecentes ocorria próximo à praça da Vila Geni, os policiais foram ao local ontem à noite e encontraram o investigado, juntamente com um rapaz de 17 anos.

Durante a ocorrência, a dupla tentou fugir quando percebeu a aproximação da equipe de patrulhamento da PM, momento em que arremessou um invólucro plástico sobre o telhado de uma residência. Nele havia 11 porções de crack.

Conforme informado pelo adolescente, cada porção seria comercializada por R$ 10, e que receberia do “contratante” recompensa que poderia variar entre R$ 20 e R$ 30 pela venda da droga.

Pedras brutas

Diante da constatação do comércio ilegal, os policiais se deslocaram ao imóvel do acusado, de 19 anos. O endereço fica no mesmo bairro, não muito distante do local da abordagem.

Com o auxílio do Canil, um cão farejador localizou cinco pedras brutas de crack que estavam sob um veículo. Ainda na residência, os policiais apreenderam R$ 164 em espécie que pode ser proveniente da traficância.

Ao final da ocorrência, os envolvidos foram conduzidos à Central de Flagrantes e permaneceram em cárcere, à disposição da Justiça;

Recém-saído da prisão

De acordo com a polícia, o “contratante” tem 19 anos e possui antecedentes criminais por tráfico. Conforme o boletim de ocorrência, o mesmo havia deixado a prisão no dia 12 de agosto.

“No que tange aos demais requisitos [...] infere-se dos autos que subsistem fatos concretos a demonstrar a necessidade da prisão cautelar do indiciado, para garantia da ordem pública, em razão da natureza do entorpecente apreendido - altamente viciante - e por estar respondendo, nesta comarca, por crime da mesma espécie e cometido, da mesma forma, com menor de idade”, salienta a Polícia Civil.