Cedida - Antônio de Figueiredo Feitosa: realização e inovação a serviço de Prudente e do Brasil

Foto: Cedida - Antônio de Figueiredo Feitosa: realização e inovação a serviço de Prudente e do Brasil

MODELO DE DETERMINAÇÃO

Figueiredo Feitosa: acima do padrão

Figura ilustre da história de Prudente, cujos feitos passam pela comunicação, educação, esporte de alto nível e gestão pública, com atuação também no Rio e em São Paulo

  • 09/02/2020 08:32
  • HOMERO FERREIRA - Da Reportagem Local

O personagem desta reportagem tem uma história muito rica em realizações e se torna impossível enumerá-las neste espaço no qual serão apresentadas algumas delas, todas de grande contribuição para Presidente Prudente. Por ordem cronológica estão: Esquema Vestibulares, Amepp (Autarquia Municipal de Esportes de Presidente Prudente), TV Cultura, Jogos Abertos, TV Bandeirantes e o campioníssimo basquete feminino da Apea (Associação Prudentina de Esportes Atléticos).

Tudo isso teve a atuação de Antônio de Figueiredo Feitosa, um modelo de determinação acima do padrão. Em 1969, implantou o inovador cursinho preparatório para ingresso no ensino superior, implantado seguindo o modelo do paulistano Curso Equipe Vestibulares, preconizador dos colégios Objetivo e Multiplus. Criada em 1978, a Amepp foi o suporte da mais promissora época do desporto local e da qual foi o primeiro presidente. Em 1980, mediante sua atuação, a cidade passou a receber os sinais da TV Cultura que chega só até Bauru.

No mesmo ano, a cidade entrou para a história dos Jogos Abertos do Interior, estabelecendo o marco dos JAIs ap e dp, antes e depois de Prudente. Foi aí que a maior competição poliesportiva da América Latina passou a ser organizada pelas cidades sede nos moldes dos Jogos Olímpicos. Feitosa contribuiu para que a cidade tivesse sua primeira emissora de televisão, a TV Bandeirantes Canal 10, que atualmente é denominada Band Paulista, cuja concessão à TV Andorinha foi adquirida pelo Grupo Bandeirantes.

Em 1982, mantida em convênio com a Amepp, patrocinada pelas Aveias Quaker e abastecida de material esportivo da Adidas, a equipe de basquete feminino da Apea conquistou títulos de campeã em tudo o que disputou na região, no Estado e no Brasil; além de ter sido vice-campeã mundial interclubes na China, ao disputar a final com a equipe que era a base da seleção norte-americana. Foi a era Hortência em Prudente, terminada em 1984. Período em que a cidade tinha equipes de elite em diferentes modalidades.

VÁRIAS AÇÕES DE

INTERESSE SOCIAL

Essa época de efervescência do esporte foi na primeira gestão do prefeito Paulo Constantino e envolveu várias pessoas, mas Feitosa teve papel primordial. Assim como teve em várias outras ações de interesse social. Nascido na zona rural de Marabá Paulista, em 20 de setembro de 1946, foi registrado em Presidente Venceslau e criado em Santo Anastácio. Filho do agricultor, comerciante e fazendeiro José Feitosa de Brito e Luiza de Figueiredo Brito, procedentes de Crato, no Ceará, teve um irmão: José Feitosa de Brito Filho, já falecido.

A voz forte e bonita, aliada à boa leitura, levou Feitosa para a comunicação em 1960 na Rádio Brasil, a ZYU-9, com apenas 14 anos de idade. Em 1964, veio para Prudente. Inicialmente trabalhou na Rádio Difusora, a PRI-5, conhecida como A Voz do Sertão. Foi repórter, locutor, redator, comentarista e narrador esportivo. Na NM Gravações e Filmagens foi locutor de comerciais. Em O Imparcial foi repórter, redator e editor-assistente. Na Rádio Presidente Prudente, a ZYR-84, exerceu as funções de locutor, animador, narrador esportivo e coordenador de equipe. Era o tempo do auge do futebol profissional, com a Prudentina e o Corintinha que estiveram na divisão de elite do Campeonato Paulista.

Durante o ensino básico fez o magistério (chamado de normal) no IE (Instituto Educacional) “Fernando Costa”. No final de 1967, Feitosa foi para São Paulo. Estudou no Equipe Vestibulares. Trabalhou como apresentador de telejornais e narrador de documentários no Canal 100; mídia de cinejornal que apresentava seus produtos em salas de cinema, precedendo a exibição dos filmes. Lá ficou até 1969, quando retornou a Prudente e deu início a várias realizações a partir do Objetivo.

Sua graduação foi em Ciências Sociais pela Fafi (Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Presidente Prudente), através de um núcleo da USP (Universidade de São Paulo). A Fafi deu origem à FCT (Faculdade de Ciências e Tecnologia), o campus da Unesp (Universidade Estadual Paulista) “Júlio de Mesquita Filho” em Prudente. Quando presidente da Amepp, fez parte da comissão de construção do Estádio Municipal “Paulo Constantino”, o Prudentão. Em 1981, foi secretário municipal de Cultura e Turismo.

Desde 1984, tem atuado em São Paulo e no Rio de Janeiro em associações, empresas e projetos de alcance nacional e internacional. Na área do agronegócio, foi superintendente administrativo e financeiro da ABCBRH (Associação Brasileira de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa) e coordenador executivo de auditoria da Leite Brasil, a Associação Brasileira de Produtores de Leite “B”. Daí em diante incursionou em diferentes funções no segmento do desporto, com foco no basquete, vôlei e atletismo.

ATUAÇÃO EM

GRANDES PROJETOS

Atuou como coordenador de marketing esportivo em três grandes projetos: Cica/Divino, da Cica (Companhia Industrial de Conservas Alimentícias); Perdigão/Divino, da Perdigão Agroindustrial S/A; Leite Moça e Leite Nestlé, da empresa suíça de processamento de alimentos Nestlé. Do final dos anos 90 até o começo dos anos 2001 foi gerente da unidade de negócios da CBV (Confederação Brasileira de Voleibol). Ainda neste ano e no ano seguinte foi diretor de novos negócios, comunicação e marketing da MKT Sports & Marketing.

Em 2006, foi para a H. Melillo Eventos Esportivos e lá ficou até 2009 como diretor de projetos especiais. No IPM (Instituto Passe de Mágica) foi superintende executivo em 2020 e 2011. Depois, foi consultor e gestor desportivo da Chrisfer Consultoria e Negócios Desportivos; consultor e gestor desportivo da CBA (Confederação Brasileira de Atletismo) de 2013 a 2017, sendo elevado ao cargo de superintendente administrativo no ano seguinte. Do ano passado para cá tem atuado como prestador de serviço autônomo, desenvolvendo projetos em parcerias com outros freelancers.

Além de várias competições no Brasil, Feitosa foi chefe de delegações de basquete masculino e feminino em competições internacionais em Buenos Aires, na Argentina; Paysandú, no Uruguai; Varna, na Bélgica; Taipei, na China; Cúcuta, na Colômbia; Guayaquil, no Equador; e Santiago, no Chile. Além de empresas nacionais e multinacionais, tem atuado em clubes, federações, confederações e afins, inclusive como membro da Abraesportes (Academia Brasileira de Marketing Esportivo).

Dentre as várias homenagens que recebeu está o Troféu Heitor Graça, com o qual foi contemplado em 1980 pelo O Imparcial. Em breve receberá da Câmara Municipal o Título de Cidadão Prudentino, por iniciativa do vereador Enio Perrone (PSD). Ficou viúvo de Neuza Tiezzi Feitosa, em 1995.  Tiveram dois filhos: a médica Christiane Tiezzi Feitosa e o escriturário Fernando Tiezzi Feitosa. Sua atual companheira é a professora aposentada Maria Negri Fernandes, que mora em Álvares Machado. Feitosa mora em São Paulo, no Parque Real, próximo do bairro Morumbi. Feitosa tem planos de voltar para Prudente.

ÚLTIMAS DO AUTOR